Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da adição de nanopartículas de de 2- glicerofosfato de cálcio em dentifrícios fluoretados sobre a remineralização de lesões de cárie: estudo in situ

Processo: 19/16106-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Marcelle Danelon
Beneficiário:Julia Paião Quinteiro
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Boca   Esmalte dentário   Dentifrícios   Remineralização   Fosfatos   Fluoretos   Modelo experimental   Estudo in situ

Resumo

O objetivo deste projeto será avaliar in situ o efeito de ²-CaGP microparticulado (²-CaGPm) e nanoparticulado (²-CaGPn) adicionados a dentifrícios convencionais (1100 ppm F) sobre o processo de remineralização de lesões iniciais de cárie. Blocos (n=192) de dentes bovinos serão selecionados, através da dureza de superfície inicial (SH), após serão submetidos à indução de lesão de cárie artificial por 16 horas. Será determinada a dureza de superfície pós-desmineralização (SH1). Este estudo será duplo cego e cruzado, realizado em 4 fases experimentais com duração de 3 dias cada, e washout de 7 dias. Voluntários (n=12) utilizarão dispositivos palatinos contendo 4 blocos de esmalte bovino com lesão de cárie artificial. Os regimes de tratamentos serão: 1) Dentifrício sem F/²-CaGPm/²-CaGPn (Placebo); 2) Dentifrício 1100 ppm F (1100F); 3) Dentifrício 1100 ppm associado a 0,5%²-CaGPm (1100F- 0,5%²-CaGPm) e 4) Dentifrício 1100 ppm associado a 0,25%²-CaGPn (1100F-0,25%²-CaGPn). Os voluntários serão orientados a escovar os dentes naturais com os dispositivos palatinos na cavidade bucal, sendo os blocos tratados com o slurry dos dentifrícios por 1 minuto e 30 segundos (3x/dia). Após o período experimental serão determinadas a dureza de superfície final (SH2) para o cálculo da porcentagem de recuperação de dureza de superfície (%SHR). Os dados serão submetidos aos testes de normalidade e de homogeneidade para utilizar o teste estatístico mais adequado à distribuição dos dados. Será utilizado do programa estatístico software Sigmaplot© para Windows versão 12.0, com significância ao nível de 5%.