Busca avançada
Ano de início
Entree

Mapeamento dos fluxos de atividades e acesso aos serviços de saúde na atenção básica

Processo: 20/02552-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Convênio/Acordo: CNPq - PPSUS
Pesquisador responsável:Vivian Aline Mininel
Beneficiário:Maria Emília Pereira Lopes
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/03957-0 - Estratégias de gestão em saúde para melhorias do acesso e da qualidade dos serviços de atenção básica, AP.PP
Assunto(s):Serviços de saúde   Acesso aos serviços de saúde   Atenção primária à saúde   Qualidade da assistência à saúde

Resumo

O acesso e utilização dos serviços constituem fonte de cuidado a cada novo episódio de problema de saúde, que depende do acesso, disponibilidade, organização de serviços com capacidade técnica resolutiva para avaliação qualificada das necessidades de saúde apresentadas e vivenciadas pelos usuários. Este projeto de bolsa tem como objetivo mapear os fluxos de atividades e acesso aos serviços de saúde na Atenção Básica. Trata-se de um estudo qualitativo, que será realizado na rede de Atenção Básica do Município de São Carlos-SP, que inclui 22 Unidades de Saúde da Família e 12 Unidades Básicas de Saúde, contemplando profissionais de saúde e usuários destas unidades, para desenho do fluxo de acesso e atendimento nos serviços de Atenção Básica. O mapeamento será realizado por meio de levantamento documental de normas, procedimentos, fluxos e demais documentos de organização e funcionamento da RAS; observações do fluxo de atividades e atendimento aos usuários rede de Atenção Básica, seguindo um roteiro de observação contemplando os aspectos a serem observados; e entrevistas abertas com profissionais de saúde, usuários e gestores. Os dados serão analisados e sistematizados em diferentes modelos de representação. Serão respeitados os preceitos éticos das pesquisas envolvendo seres humanos, dispostos na Resolução n. 466/2012. Os resultados permitirão compreender os fluxos de atividades e acesso aos serviços de saúde na Atenção Básica. (AU)