Busca avançada
Ano de início
Entree

Mercantilização da violência em cidades latino-americanas: práticas, discursos e representações entre Rio de Janeiro e Medellín

Processo: 20/00670-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2020
Vigência (Término): 31 de março de 2024
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia Urbana
Pesquisador responsável:Bianca Stella Pinheiro de Freire Medeiros
Beneficiário:Apoena Dias Mano
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ambientes urbanos   Territorialidade   Mercantilização   Violência urbana   Tráfico de drogas   Mobilidade social   Rio de Janeiro   Medelin (Colômbia)   América Latina

Resumo

Este projeto de pesquisa aborda a interface entre a violência urbana, como uma categoria que consolida e confere sentido à experiência vivida nas cidades, e a mercantilização associada às favelas no Rio de Janeiro e a lugares relacionados ao narcotráfico em Medellín. O aporte teórico da Sociologia Urbana e da Sociologia das Mobilidades é acionado para perseguir a seguinte questão: quais são as práticas, discursos e representações compreendidos na conversão da violência urbana em mercadoria? A hipótese principal é que a emergência de novos fluxos urbanos é acionada como dispositivo de consistência a projetos de segurança pública e modificação de imaginários globais, ainda que elementos produtivos de gestões militarizadas sejam convertidos em produtos e requalifiquem a manutenção racializada da ordem social e simbólica. Para a realização desta investigação amostral de cunho comparativo, sócio-etnográfico e multi-situada, serão utilizados recursos metodológicos "móveis" em associação com técnicas e procedimentos convencionais. Entre eles, a análise comparativa de material promocional, informativo e midiático relacionado ao objeto da pesquisa, a observação móvel nos territórios selecionados e entrevistas em profundidade com demais sujeitos que possam se defrontar contextualmente sobre o assunto. (AU)