Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito de filtros de pós-processamento na quantificação de artefatos de implantes dentários em imagens de tomografia computadorizada de feixe cônico

Processo: 19/26170-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Radiologia Odontológica
Pesquisador responsável:Sérgio Lúcio Pereira de Castro Lopes
Beneficiário:Jennifer Milhano Mantoani
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Implantes dentários   Implantes dentários de titânio   Zircônia   Tomografia computadorizada de feixe cônico

Resumo

Implantes dentários, quando presentes na região de aquisição de exames por tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) levam à formação de artefatos, que podem interferir na visualização e avaliação do osso adjacente a estes implantes, dificultando o acompanhamento pós-operatório. Este estudo terá como finalidade avaliar a capacidade dos filtros de pós-processamento em reduzir os artefatos oriundos de implantes dentários nas imagens de TCFC, por meio da quantificação dos mesmos. Serão testados filtros disponibilizados por 02 softwares, sendo um nacional (e-Vol DX, CDT, Brasil) e um Sul Coreano (Ondemand3D, CyberMed, Seoul, Republic of Korea). Para tal, serão adquiridas imagens de TCFC em um tomógrafo da marca I-Cat Next Generation com mesmo protocolo (FOV de 16,0 X 6,00cm e voxel de 0,2mm) de phantons de mandíbulas artificiais de poliuretano e bário (Nacional Ossos, Jaú, SP, Brasil). Nestes phantons, serão instalados, individualmente, implantes de titânio e dióxido de zircônio, variando-se a região de seus posicionamentos (incisivos, canino, pré-molares e molares). Cada implante, em sua posição será adquirido 03 vezes (aquisição em triplicata). Serão aplicados nas imagens os filtros intensidades 1x e 2x do software Ondemand3D e os filtros Multi CDT NR (Noise Reduction) e BAR (Bloming Artifact Reduction) do software e-Vol DX. Será então realizada a quantificação dos artefatos, baseada na metodologia de Pauwels et al. (2013), desenvolvida no software ImageJ (U.S. National Institutes of Health, Bethesda, Maryland, EUA). As análises serão realizadas por 01 radiologista previamente calibrado pelo coeficiente de correlação intraclasse (ICC). Das aquisições em triplicatas (de cada implante e em cada posição) será feita uma média a qual servirá de unidade experimental referente à quantificação de artefato, correspondente ao filtro utilizado. A comparação dos valores de artefatos de cada implante nas diferentes posições será aferida pelo teste Anova de um fator. As comparações dos valores de artefatos de acordo com o filtro e o tipo de implantes serão analisadas pelo teste de variância de 02 fatores. O nível de significância será de 5%.