Busca avançada
Ano de início
Entree

Fatores de risco associados a progressão de lesões cariosas em dentes decíduos e incidência de cárie em dentes permanentes na transição da infância para a adolescência: estudo de coorte de 10 anos

Processo: 19/27593-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 31 de outubro de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Fausto Medeiros Mendes
Beneficiário:Bruna Brondani
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cariologia   Cárie dentária   Dente decíduo   Dentição permanente   Crianças   Adolescentes   Fatores de risco   Qualidade de vida   Santa Maria (RS)

Resumo

A cárie dentária é considerada a condição bucal que causa maior fardo à população humana no mundo, apresentando prevalências alarmantes em todas as faixas etárias. Quando não tratada, propicia a ocorrência de consequências em ambas as dentições, entre elas o comprometimento da Qualidade de Vida Relacionada à Saúde Bucal (QVRSB). A avaliação de fatores de risco, tanto para predizer a ocorrência de novas lesões, como para prognosticar a progressão de lesões já existentes, é importante para direcionar uma atuação mais individualizada na tentativa de prevenir maiores problemas relacionados à cárie dentária. No entanto, poucos estudos acompanharam os indivíduos desde a infância e ao longo da adolescência, limitando a compreensão integral do comportamento da doença nesse período de transição. Assim, o objetivo deste estudo consiste em avaliar a progressão de lesões cariosas em dentes decíduos e a incidência de cárie na dentição permanente, avaliando fatores de risco para esses dois desfechos em um estudo de coorte de 10 anos de duração, enfocando assim a transição da infância até a adolescência. Esta pesquisa será realizada na cidade de Santa Maria (RS), utilizando uma amostra correspondente a uma coorte iniciada no ano de 2010. Nesse ano, 639 crianças de 1 a 5 anos de idade foram examinados com relação à cárie dentária, considerando diversos estágios de severidade e atividade das lesões cariosas. Essas crianças foram reexaminadas após 2 anos e 7 anos. As crianças participantes dessa coorte serão agora procuradas, e as crianças encontradas cujos pais consentirem com a participação do estudo, serão reavaliadas com relação à presença de cárie dentária. Fatores demográficos, socioeconômicos e comportamentais serão novamente coletados através de um questionário semiestruturado aplicado aos pais/responsáveis. A QVRSB dos escolares será mensurada mediante aplicação do Child Perceptions Questionnaire 11-14 (CPQ11-14). Os desfechos serão a progressão das lesões de cárie nos dentes decíduos, avaliados nas coletas de 7 anos, e eventualmente de 10 anos, e a incidência de cárie nos dentes permanentes, avaliado nas coletas de 7 e 10 anos de acompanhamento. O impacto negativo na QVRSB será outro desfecho avaliado. Modelos de regressão de multinível de Poisson serão realizados para avaliar a associação das variáveis independentes relacionadas à progressão das lesões cariosas nos dentes decíduos, assim como as demais variáveis avaliadas nas fases antecedentes do estudo, e os desfechos relacionados à cárie dentária e à QVRSB, estimando-se o Risco Relativo e Intervalo de Confiança de 95%. (AU)