Busca avançada
Ano de início
Entree

Hormônios tireoidianos e sua relação com o eixo reprodutivo-somatotrópico e seu possível papel no desenvolvimento embrionário em resposta ao estresse materno em Zebrafish (Danio rerio)

Processo: 19/22997-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Recursos Pesqueiros de Águas Interiores
Pesquisador responsável:Rafael Henrique Nóbrega
Beneficiário:Maira da Silva Rodrigues
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Reprodução animal   Peixe-zebra   Danio rerio   Hormônios tireóideos   Embriogênese   Fisiologia da reprodução

Resumo

Nos vertebrados, os hormônios tireoidianos estão envolvidos na regulação de diversos processos fisiológicos, como crescimento, metabolismo, comportamento, estresse e também no sistema reprodutivo. Na reprodução, em particular, nossos resultados anteriores (FAPESP 2017/15793-7; FAPESP BEPE 2018/15319-6), mostraram uma forte evidência entre os hormônios tireoidianos e o eixo hipotalâmico-hipofisário-gonadal em Zebrafish. Além disso, os hormônios tireoidianos também são importantes para o desenvolvimento embrionário, embora doses elevadas destes podem ser prejudiciais ao crescimento e causar mortalidade. Com base nisso, no intuito de aprofundar nosso conhecimento sobre a importância dos hormônios tireoidianos na reprodução, o presente projeto terá como objetivos: 1) avaliar os mecanismos moleculares envolvidos na interação dos hormônios tireoidianos com o Fsh; 2) investigar se estresse materno aumenta os níveis plasmáticos e ovarianos dos hormônios tireoidianos; e 3) se o possível aumento destes hormônios afeta o desenvolvimento da prole. Para responder a estes objetivos, técnicas de culturas testiculares, RNAseq, GapmeR technology, histomorfometria, ELISA e expressão gênica serão empregadas. Sendo assim, espera-se que os resultados obtidos neste projeto possam gerar conhecimento sobre a regulação dos hormônios tireoidianos na função testicular de peixes. E por fim, avaliar o possível envolvimento dos hormônios tireoidianos no estresse materno e seus impactos no crescimento da prole. De forma geral, este projeto contribuirá para a fisiologia reprodutiva de peixes teleósteos, incluindo as espécies de interesse zootécnico. (AU)