Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da fototerapia aplicada em um treinamento combinado de sprints e agachamento sobre lactato sanguíneo e resistência aeróbia

Processo: 19/19131-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Carlos Marcelo Pastre
Beneficiário:Catarine Teixeira da Cruz
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Esportes   Desempenho atlético   Treinamento aeróbio   Esforço físico   Fototerapia   Biomarcadores   Lactatos   Estudos randomizados

Resumo

A fototerapia tem sido abordada com ênfase na recuperação pós-exercício, sendo um dos métodos fisioterapêuticos utilizados para proteger o tecido muscular e otimizar o processo de recuperação. Entretanto, ainda não está claro se sua aplicação em treinamento periodizado apresenta algum efeito sobre marcadores biológicos e na performance. Objetivo: Analisar o efeito da fototerapia aplicada com diferentes fontes de luz (LLLT e LEDT) em um treinamento combinado de sprints e agachamento sobre a resistência aeróbia e o lactato sanguíneo. Método: O estudo será composto por 36 participantes do sexo masculino, alocados a partir de uma randomização estratificada em três grupos: fototerapia ativa (G1), fototerapia placebo (G2) e controle (G3). Os participantes serão submetidos a um treinamento combinado de sprints e agachamento realizado duas vezes por semana por 12 semanas. O treinamento será dividido em duas fases. A fase 1 será de adaptação, no qual os participantes irão realizar seis semanas de treinamento combinado. Após a fase 1 será realizada a randomização estratificada, baseada na capacidade de adaptação de cada participante. Na fase 2 composta por 6 semanas, serão aplicadas as intervenções recuperativas entre o treino de sprint e agachamento, de acordo com o grupo que cada participante foi alocado. Será analisado como marcador biológico a concentração de lactato sanguíneo basal e nos minutos 1, 5, 7, 9, 15 após um teste de resistência aeróbia incremental na esteira ergométrica, bem como o desempenho dos participantes durante o mesmo. Para análise dos dados será utilizado o pacote estatístico SPSS 19.0 sendo considerado 5% de significância. (AU)