Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do oxigênio ativo sobre biofilme de Streptococcus mutans

Processo: 19/25534-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Denise Madalena Palomari Spolidorio
Beneficiário:Veronica Canela Estevam dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia   Patologia bucal   Higiene bucal   Biofilmes   Streptococcus mutans   Técnicas in vitro

Resumo

A cárie dental continua sendo considerada uma das doenças bucais mais prevalentes, apesar dos métodos de prevenção utilizados. O uso de substâncias auxiliares na higienização tem sido amplamente difundido. Os Streptococcus mutans estão associados com a etiologia da cárie dental, que é uma doença infecciosa crônica associada com a destruição progressiva das estruturas dentais pela ação acidogênica/acidúrica das bactérias. A adesão microbiana é um evento inicial importante para o sucesso da colonização das estruturas dentais. Considerando a importância do controle do biofilme e as dificuldades dos indivíduos para realizar adequada higiene bucal, é válido e necessário associar, aos procedimentos tradicionais, métodos químicos como coadjuvantes para o controle do biofilme. O Blue M® lançado recentemente no mercado se apresenta como um produto promissor no tratamento das doenças bucais e apresenta na sua formulação um composto a base de oxigênio, essencial na síntese e ligação de colágeno e um cofator para a formação de óxido nítrico e peróxido de hidrogênio, substrato para a geração de espécies reativas ao oxigênio (ROS), o qual é fundamental para o combate de bactérias patogênicas. A fim de avaliar as propriedades antimicrobianas do Blue M®, os objetivos do presente estudo in vitro serão divididos em três: 1. determinar o efeito antimicrobiano em diferentes concentrações sobre Streptococcus mutans na forma planctônica e biofilme; 2. avaliar o efeito antibiofilme sobre biofilmes pré-formados em discos bovinos de dentina; 3. avaliar o fator de virulência gbpA em S. mutans na presença do Blue M®, por PCR em tempo real. Os dados numéricos, obtidos pela aplicação dos protocolos laboratoriais, serão submetidos à análise estatística específica utilizando-se o software GraphPad Prism 6, e todos os testes desse estudo serão aplicados com nível de significância de 5 % (p<0.05). (AU)