Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise comparativa entre as peçonhas de três espécies de escorpiões da região amazônica brasileira e Tityus serrulatus: perfil cromatográfico e atividade enzimática

Processo: 19/27544-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Karla de Castro Figueiredo Bordon
Beneficiário:Gabrielle Cristina Santos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Toxicologia   Atividade enzimática   Tityus serrulatus   Acetiltransferases N-terminal   Análise qualitativa comparativa (QCA)   Espectrometria de massas   Cromatografia   Estudos epidemiológicos   Relatos de casos

Resumo

O escorpionismo possui grande relevância no Brasil, sendo responsável pela maior parte dos acidentes envolvendo animais peçonhentos no país, os quais acarretam sintomatologia grave que pode evoluir a óbito. Nos últimos anos, houve um aumento de quase 50% na incidência de escorpionismo na região Norte, que é a região com a maior taxa de letalidade registrada no país. O estado do Amazonas possui a mais diversificada e numerosa fauna de escorpiões do Brasil; contudo, suas peçonhas são ainda pouco exploradas. Há poucos estudos epidemiológicos, relatos de casos clínicos e fatores de risco para gravidade do escorpionismo no estado do Amazonas. Além disso, a literatura apresenta um caso clínico de envenenamento por Tityus silvestris refratário ao soro antiescorpiônico produzido para T. serrulatus. Este estudo tem como objetivo identificar e caracterizar os componentes com atividade proteolítica presentes nas peçonhas dos escorpiões T. metuendeus, T. silvestris e Brotheas amazonicus e comparar com a peçonha de T. serrulatus. As duas primeiras espécies são de interesse médico, enquanto B. amazonicus é endêmica no estado do Amazonas. As peçonhas serão fracionadas por cromatografia de fase reversa sob o mesmo gradiente utilizado para a peçonha de T. serrulatus. As frações com elevado grau de pureza, avaliado por SDS-PAGE, serão submetidas ao sequenciamento N-terminal por degradação de Edman e será realizada a análise in silico das sequências primárias obtidas. A massa molecular dos componentes dessas frações será determinada por espectrometria de massas MALDI-TOF. Este estudo avaliará se as peçonhas apresentam fosfodiesterases, hialuronidases, fosfolipases A2, L-aminoácido oxidases, serinoproteinases e metaloproteinases, e suas atividades específicas serão comparadas. Este projeto é pioneiro na caracterização de enzimas presentes nas peçonhas de T. metuendus, T. silvestris e B. amazonicus. Espera-se que os resultados deste estudo contribuam para entender a heterogeneidade das peçonhas Tityus, auxiliar no desenvolvimento ou no aprimoramento de antivenenos e para identificar potenciais ferramentas farmacológicas presentes nas peçonhas escorpiônicas da região Amazônica. Esses resultados também podem atrair a atenção de toxinologistas e farmacologistas para o planejamento de novos estudos que poderão contribuir para reduzir a taxa de letalidade por envenenamentos escorpiônicos na região Norte no futuro. (AU)