Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de biomoduladores microencapsulados com atividades antimicrobiana e antivirulência em cepas de Escherichia coli uropatogênica multi-droga resistentes

Processo: 19/26696-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Fernando Rogério Pavan
Beneficiário:Bruna Cardinali Lustri
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Bacteriologia   Anti-infecciosos   Virulência   Escherichia coli uropatogênica   Resistência a múltiplos medicamentos

Resumo

As infecções do trato urinário são frequentes no mundo todo, sendo a Escherichia coli Uropatogênica (UPEC) o patógeno responsável por 75% desses casos. Em abril de 2019, a OMS juntamente com a ONU, publicaram um artigo sobre a necessidade do desenvolvimento de novas substâncias capazes de combater as infecções causadas por bactérias Multi-Droga Resistentes (MDR), colocando as UPECs MDR na lista de patógenos prioritários. A busca por novas moléculas capazes de combater infecções causadas por esses microrganismos pode ser pautada em estudos pela busca de novos alvos moleculares para ação de fármacos. As bactérias se comunicam com o ambiente em que se encontram através de moléculas sinalizadoras químicas que favorecem o processo de colonização e estabelecimento da patogênese. Um dos sistemas responsáveis detecção dessas moléculas é composto por uma proteína sensora de membrana (QseC) e outra reguladora de resposta citoplasmática (QseB), constituindo o sistema de dois componentes (TCS) QseBC, capaz de reconhecer no ambiente, sinais produzidos pelo hospedeiro e por outras bactérias, levando a regulação da expressão de genes de virulência do patógeno. Estudos realizados pelo nosso grupo, evidenciaram atenuação da virulência de patógenos Gram-negativos na ausência do gene qseC, levando ao desenvolvimento de moléculas que atuassem inibindo essa via, como o LED209. O objetivo do presente projeto é estudar através da construção de mutantes de genes de TCS já caracterizados, as alterações no perfil de virulência desses patógenos, de modo a qualificar esses sistemas como alvos moleculares para desenvolvimento de moléculas biomoduladoras, que exerçam atividades antimicrobianas e antivirulência contra UPECs MDR, além da microencapsulação do LED209 para contornar o problema de solubilidade da mesma. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)