Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do néctar extrafloral de diferentes espécies do gênero Chamaecrista (Fabaceae)

Processo: 20/03748-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Laura Carolina Leal de Sousa
Beneficiário:Henrique Diniz Chinarelli
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/13358-1 - Triagem de parceiros baseada em competição como mecanismo estabilizador de mutualismos facultativos entre plantas e formigas, AP.R
Assunto(s):Ecologia de interações

Resumo

Em ecologia, qualquer glândula secretora de néctar não relacionado com a polinização e atrativo para predadores naturais de herbívoros é chamada de nectário extrafloral (NEFs). Apesar de receberem o mesmo nome, essas glândulas apresentam grande variação morfológica e anatômica entre espécies de plantas, podendo variar desde simples poros abertos que secretam subprodutos da seiva elaborada das plantas até estruturas glandulares complexas que secretam néctar com composição distinta da seiva bruta ou elaborada das plantas. Tem sido especulado na literatura que nectários estruturalmente distintos podem secretar néctar com diferentes características. Por ser o responsável pela atração dos agentes que promovem a defesa das plantas, variações nas características do néctar extrafloral podem, então, estar diretamente relacionadas com variações na qualidade da defesa biótica recebida pelas plantas que apresentam essas glândulas. Assim, esse plano de trabalho tem como objetivo caracterizar o néctar extrafloral secretado por plantas do gênero Chamaecrista (Fabaceae) com nectários morfologicamente distintos e avaliar a relação entre as características do néctar extrafloral e atratividade deles para as formigas que defendem as plantas contra herbívoros. Tal caracterização nos permitirá entender melhor a conexão entre características das plantas portadoras de NEFs e o funcionamento do mutualismo de defesa mediado pelo néctar extrafloral. Os resultados obtidos ainda servirão de base para análise das questões gerais propostas no módulo 1 do projeto de pesquisa ao qual esta bolsa está vinculada.