Busca avançada
Ano de início
Entree

Fatores de risco para a evolução de desfechos renais na Doença Renal Policística Autossômica Dominante

Processo: 19/22862-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2020
Vigência (Término): 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Luis Cuadrado Martin
Beneficiário:Andrey Gonçalves Santos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Nefrologia   Insuficiência renal   Rim policístico autossômico dominante   Função renal   Prática clínica   Prognóstico   Fatores de risco   Taxa de filtração glomerular

Resumo

A Doença Renal Policística Autossômica Dominante (DRPAD) é um distúrbio hereditário comum caracterizado pela formação de cistos no parênquima renal. A expansão cística leva à compressão de néfrons adjacentes, bem como a um processo inflamatório que resulta em progressão para fibrose renal, com perda crescente de néfrons, culminando na queda da função renal e levando os pacientes à diálise. Identificar fatores de risco associados à evolução da DRPAD é de grande importância na prática clínica, pois pode ajudar a selecionar pacientes para tratamento mais incisivo a fim de reduzir a morbidade e mortalidade desta doença. Porém, não identificamos trabalhos que tenham avaliado esse assunto em casuística brasileira. Assim, justifica-se este estudo cujo objetivo é analisar os fatores de risco para a evolução dos desfechos renais na DRPAD por meio de coorte longitudinal. Serão avaliados portadores de DRPAD atendidos em nosso hospital pela primeira vez entre de janeiro de 2002 e dezembro de 2014 e seguidos até dezembro de 2019, buscando associações de variáveis clínicas e laboratoriais com os desfechos renais de dobra da creatinina, diálise ou óbito do paciente, para pacientes com filtração glomerular entre 30 e 60 mL/min. Para pacientes com taxa de filtração glomerular acima de 60 mL/min, o desfecho primário será o declínio anual da taxa de filtração glomerular. Será utilizada a regressão proporcional de Cox e considerado estatisticamente significante o valor de p < 0,05. (AU)