Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do bloqueio de receptores de rianodina sobre a atividade epileptiforme in vivo

Processo: 20/01270-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Alexandre Hiroaki Kihara
Beneficiário:Kézia Accioly Andrade Matos
Instituição-sede: Centro de Matemática, Computação e Cognição (CMCC). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Neurofisiologia   Epilepsia do lobo temporal   Rianodina   Cálcio   Epileptogênese   Processos eletrofisiológicos   In vivo   Avaliação de resultado de intervenções terapêuticas   Modelos animais de doenças

Resumo

A epilepsia do lobo temporal (ELT) é um distúrbio neurológico crônico que interfere diretamente na qualidade de vida dos pacientes. A ocorrência de um quadro de status epilepticus (SE), uma emergência clínica na qual crises repetidas ou prolongadas estão presentes, é uma das causas que podem levar ao desenvolvimento da ELT. O desenvolvimento e manutenção da ELT envolvem processos dependentes da concentração dos níveis intracelulares de cálcio, que podem ser liberados de estoques intracelulares como o retículo endoplasmático (RE). Há evidências de que o SE leva ao aumento de Ca2+em neurônios hipocampais, sendo que os receptores de rianodina (RyRs), canais presentes no RE que controlam a liberação de cálcio para o citoplasma, estão envolvidos com esse aumento. Além da participação do cálcio nos processos envolvidos com a epileptogênese, tais como morte neuronal, plasticidade sináptica aberrante e neurogênese, alterações na homeostase de Ca2+ intracelular desempenham papel fundamental na geração e propagação de eventos epileptiformes. Sendo assim, estratégias que promovam a redução das crises epilépticas, em conjunto com a atuação em alvos celulares e moleculares envolvidos com a epileptogênese são de grande interesse clínico. Dessa forma, este projeto visa avaliar a contribuição dos RyRs para a atividade ictal durante o SE induzido por pilocarpina em ratos, combinando registros eletrofisiológicos in vivo e manipulação farmacológica dos RyRs. Com este projeto, espera-se elucidar a participação dos RyRs na atividade epileptiforme no hipocampo de ratos, como subsídio para futuras intervenções terapêuticas.