Busca avançada
Ano de início
Entree

O Brasil e as recomendações internacionais na resposta de saúde nos desastres ambientais: o caso de Brumadinho

Processo: 19/24359-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Fernanda Mello Sant Anna
Beneficiário:Gabriela Fideles Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde ambiental   Saúde global   Relações internacionais   Organizações internacionais   Organização Mundial da Saúde (OMS)   Desastres ambientais   Barragens de terra   Análise de conteúdo

Resumo

Em vista dos desastres ambientais que advêm da modernidade, e do constante risco que ela proporciona, vive-se hoje em uma sociedade de risco, onde as ações humanas em busca do desenvolvimento geram grandes impactos no meio ambiente. Nesse sentido, tem-se uma necessidade cada vez maior de estudos na área de saúde ambiental e saúde global para se entender os efeitos dos desastres no bem-estar da população. O presente trabalho tem o objetivo de analisar as recomendações de organizações internacionais da área de saúde, como a Organização Mundial da Saúde e a Organização Pan-Americana de Saúde, e a atuação do Brasil frente a desastres, com enfoque no rompimento da barragem de mineração do município de Brumadinho, ocorrido em janeiro de 2019. Pretende-se examinar os impactos do rompimento da barragem na saúde da população e as ações brasileiras para mitigar seus efeitos. As organizações internacionais, com seus regulamentos e recomendações, têm um papel importante no gerenciamento de emergências de saúde em todo o mundo. Um estudo que abarque a interconexão da saúde global, como parte dos estudos das Relações Internacionais, e a saúde ambiental, é essencial para uma resposta eficiente e eficaz da saúde frente aos desastres ambientais no Brasil.