Busca avançada
Ano de início
Entree

Disputas pelo poder entre PCC e instituições estatais do estado de São Paulo: um estudo sobre a chacina em Osasco de 2015

Processo: 19/26156-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia
Pesquisador responsável:Luís Antônio Francisco de Souza
Beneficiário:Eduardo Armando Medina Dyna
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Segurança pública   Polícia militar   Crime organizado   Prisões   Pesquisa bibliográfica   Estudos retrospectivos   São Paulo

Resumo

O presente projeto pretende analisar os processos de pacificação e rupturas de poder nos territórios do grupo organizado "Primeiro Comando da Capital" (PCC). Este foi criado em decorrência das reivindicações contra a violência do Estado brasileiro, da ausência de direitos e em prol de uma melhor estrutura do sistema carcerário. Em um primeiro momento, o comando se expandiu pelo estado de São Paulo, logo após, se disseminou para praticamente todo o território brasileiro e atualmente, pode ser encontrado até mesmo em outros países. Uma das teses dominantes nos estudos sobre o PCC, afirma que ele estabeleceu um verdadeiro monopólio da violência, isso ocorreu por meio de uma hegemonia através das práticas de poder dentro das prisões e nas comunidades. Os confrontos entre o PCC e o Estado brasileiro, através dos agentes de segurança pública, isto é a polícia, geraram violência devido as perseguições, trocas de tiros e assassinatos, produzindo pânico generalizado na sociedade. Sendo assim, o objetivo da pesquisa é estudar o encadeamento dos conflitos entre o PCC e as instituições estatais paulistas, causando uma ruptura instabilidade nos territórios controlados e demarcados pela atuação do comando. Para atingi-los, será feito o uso de métodos qualitativos de pesquisa. Em primeiro lugar, pretende-se realizar uma revisão bibliográfica da literatura específica sobre a história, a estrutura e a atuação do PCC no estado de São Paulo. Em segundo lugar, planeja-se realizar uma etnografia em alguns bairros das cidades de Osasco e Barueri, onde ocorreu a chacina de2015, atribuída à disputa entre o PCC e a Polícia Militar, para testar as teses do tema.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: