Busca avançada
Ano de início
Entree

A participação da mídia ocidental na Thawra: aspectos culturais e políticos da articulação do Orientalismo midiático no pós-Primavera Árabe

Processo: 19/26061-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística
Pesquisador responsável:Elizabete Sanches Rocha
Beneficiário:Leonardo Pagano Landucci
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Meios de comunicação   Jornalismo   Análise do discurso   Orientalismo   Tunísia

Resumo

Ocorrido entre 2010 e meados de 2012, o processo político denominado ocidentalmente como "Primavera Árabe" trouxe um novo espectro para as relações entre países de maioria árabe e a parcela hegemônica dos países ocidentais. Os últimos, devido aos seus próprios interesses na região e utilizando-se da mídia como uma forte aliada, foram responsáveis pela construção de sua imagem própria do que ficaria conhecida como Thawra (Revolução) por aqueles que realmente tiveram parte na mesma. Moldando o discurso quanto aos eventos e suas consequências diretas, a mídia ocidental, cujo principal nome e ator escolhido para a composição da pesquisa é a CNN, ficou responsável por reforçar visões estereotipadas dos eventos aqui citados, dos povos da região e, principalmente, do Islã. Desse modo, o objetivo central deste estudo e análise é compreender o papel que a mídia apresenta na construção do Oriente, utilizando de estruturas analíticas do Orientalismo, como definido por Edward Said. No mesmo sentido, a relevância de tal inspeção reside, principalmente, na necessidade de se romper com noções hegemônicas e generalizantes sobre esses países e o evento especificamente tratado. Vale ressaltar que a análise apresenta como métodos a investigação teórico-bibliográfica articulada com a teoria da Análise do Discurso Francesa. Ademais, a importância do recorte específico da Thawra se dá tanto pela proximidade histórica quanto pela relevância na mídia global. Além disso, com intuito de apresentar um recorte maior da temática, o país assinalado foi a Tunísia, cujas consequências do movimento trouxeram grandes impactos na política nacional e internacional, além de terem tornado possíveis grandes avanços para a dignidade de seus cidadãos.