Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de variabilidade climática no crescimento e funcionamento hidráulico do xilema de jatobá (Hymenaea Courbaril - Fabaceae) em duas fitofisionomias contrastantes: mata úmida e cerrado

Processo: 19/21579-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Peter Stoltenborg Groenendyk
Beneficiário:Welington Luis Sachetti Júnior
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/01847-0 - DendroGrad: aplicando anéis de crescimento, anatomia da madeira e atributos hidráulicos em um gradiente ambiental para avaliar as respostas de crescimento de três espécies tropicais à fertilização por CO2, AP.JP
Assunto(s):Mudança climática   Dendrocronologia   Ecossistemas   Florestas tropicais   Cerrado   Anatomia da madeira

Resumo

Diversos estudos têm apontado mudanças no clima como variações na precipitação, temperatura e concentração de CO2 da atmosfera. Tais variações afetam inúmeros ecossistemas, em especial as florestas tropicais, que ocupam cerca de 40% da Terra e abrigam grande biodiversidade. Um modo para analisar esses impactos é a observação do crescimento arbóreo e a relação deste com as variações no clima ao longo do tempo em duas fitofisionomias distintas, dessa forma contribuindo para um maior entendimento do crescimento arbóreo em ambientes com fatores climáticos limitantes e não limitantes, como é o caso da disponibilidade hídrica, limitante em biomas como o cerrado e caatinga, porém não sendo limitante em biomas como a mata atlântica e floresta amazônica. A fim de entender como duas fitofisionomias contrastantes, florestas tropicais úmidas e secas, responderam a essas mudanças climáticas, usaremos uma ferramenta retrospectiva: a análise de anéis de crescimento. A partir desta análise buscaremos entender as respostas sobre o crescimento arbóreo e anatomia à variabilidade climática e como essas respostas variam em dois ambientes contrastante ao longo do tempo. Desse modo, pretendemos providenciar um melhor entendimento das respostas de árvores tropicais às mudanças climáticas futuras. (AU)