Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição aos estudos integrados para o controle de formigas cortadeiras: nanoemulsões e nanoencapsulamento de produtos naturais e de complexo metálicos dos mesmos

Processo: 20/00819-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:João Batista Fernandes
Beneficiário:Janaina Brandão Seibert
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/25299-6 - Estudos integrados para o controle de formigas cortadeiras, AP.TEM
Assunto(s):Química de produtos naturais   Nanotecnologia   Emulsões (formas farmacêuticas)   Imobilização de enzimas   Formigas cortadeiras   Controle de insetos   Ninhos

Resumo

São conhecidos desde séculos que as formigas cortadeiras possuem grande poder predador que influencia a transformação do solo. É conhecida dos agricultores a utilização de plantas para o controle de formigas e este fato pode ser mais bem explorado utilizando os conhecimentos quimiossistemático de plantas. Produtos naturais oriundos de plantas ou microrganismos com potencial ação inseticida ou fungicida sobre o ninho de formigas cortadeiras, assim como análogos sintéticos e modos de aplicações e de ações e determinações dos mesmos constituem os objetivos gerais do projeto. A participação de pós-doutorandos na execução do projeto visa contribuir no seu desenvolvimento, contando com a contribuição de doutores com experiências que poderão ampliar os resultados pretendidos e principalmente completar as formações dos candidatos às bolsas.A candidata à bolsa, Dra. Janaina Brandão Seibert, enfocará a obtenção de produtos naturais envolvidos na massa da microbiota de formigueiros de Atta sexdens rubropilosa e de plantas da ordem Sapindales para obtenção em larga escala de produtos naturais com atividade inseticida, e/ou fungicida, e/ou nas enzimas com ação no formigueiro e realizar o nanoencapsulamento ou nanoemulsão dos mesmos. Avaliará também a atividade tóxica para peixe paulistinha (Brachdanio rerio) e aguda com a bactéria luminescente Vibrio fischeri, estudará a biossíntese de compostos ativos, e deverá obter novos complexos com metais para aumentar a atividade inseticida ou fungicida de produtos naturais-metais (Metalo-inseticidas luminescentes inteligentes), e conhecer os mecanismos de ações e os seus sítios ativos. (AU)