Busca avançada
Ano de início
Entree

Uma reavaliação das respostas de codornas japonesas na fase de postura a ingestão de arginina utilizando a técnica da suplementação dietética

Processo: 19/27238-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Edney Pereira da Silva
Beneficiário:Manoela Garcia Borgi Lino de Sousa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Alimentação animal   Necessidades nutricionais   Suplementação alimentar   Arginina   Índices zootécnicos   Delineamento experimental

Resumo

Esta pesquisa será desenvolvida com objetivo de reavaliar as respostas de codornas japonesas na fase de postura submetidas a diferentes ingestões de arginina e determinar as fases de resposta da codorna japonesa em postura e os respectivos limites de ingestão de arginina. O delineamento utilizado será o inteiramente ao acaso, com sete tratamentos e sete repetições de uma ave, totalizando 49 aves em postura. O ensaio terá duração de 10 semanas (seis semanas de adaptação e a quatro de coleta de dados). Os tratamentos consistirão em sete níveis crescente de arginina, obtidos pela técnica da suplementação dietética. Uma dieta basal será formulada para atender as exigências das aves, exceto em arginina, que será a dieta N1: 0,243% de arginina digestível. Os demais níveis serão N2: 0,364, N3: 0,485, N4: 0.607, N5: 0.970, N6: 1,212 e N7: 1,456% de arginina digestível, resultando na amplitude de 600%. Será registrado diariamente a temperatura ambiente e produção de ovos, três vezes por semana o peso do ovo. As variáveis produção de ovo, peso do ovo, massa de ovo e conversão alimentar serão analisadas considerando ingestão de arginina como variável independente. Será utilizado a regressão broken-line para interpretar as respostas e limites de ingestão de arginina para codornas japonesas em postura. Espera-se descrever a curva resposta das aves, estabelecer a ingestão de arginina para atender o máximo desempenho zootécnico e disponibilizar uma opção do o uso da técnica da suplementação dietética. (AU)