Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização dos efeitos do soro de humanos obesos em linhagem de neurônios hipotalâmicos de camundongos

Processo: 20/01657-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Daniela Soares Razolli
Beneficiário:Samuel Aparecido Zanesco
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Bragança Paulista. Bragança Paulista , SP, Brasil
Assunto(s):Obesidade   Cultura de células   Hormônios hipotalâmicos   Hipotálamo   Citocinas   Tecido adiposo branco   Ácidos graxos   Resposta inflamatória   Caracterização estrutural

Resumo

A obesidade é caracterizada pelo acúmulo anormal de tecido adiposo branco capaz de gerar prejuízos à saúde do indivíduo. Uma vez estabelecida, a obesidade pode levar ao desenvolvimento de comorbidades como diabetes, alterações cardiovasculares, dislipidemia e alguns tipos de câncer. Os altos índices de obesos no mundo, cerca de 650 milhões de indivíduos adultos, traduzem a amplitude de acometimento da obesidade e os seus reflexos nas taxas de mortalidade e de gastos públicos com saúde. O consumo excessivo de alimentos ultraprocessados vem sendo facilitado pela industrialização e pelo estilo de vida contemporâneo, impactando diretamente a saúde da população, já que a gordura saturada presente nesses alimentos age diretamente no hipotálamo desencadeando respostas inflamatórias, resistência à insulina e leptina e danos em neurônios responsáveis pelo controle da homeostase energética. Embora os mecanismos que levam à inflamação e disfunção hipotalâmica na obesidade estejam parcialmente esclarecidos, não se conhece os efeitos e vias de sinalização pelas quais os ácidos graxos saturados agem diretamente nos neurônios hipotalâmicos alterando a homeostase energética. Portanto, pretende-se nesse estudo avaliar, de modo translacional, o efeito de produtos do metabolismo de nutrientes em neurônios hipotalâmicos de camundongos, dada a inviabilidade metodológica de se acessar o hipotálamo humano. Para isso, será utilizado o soro de humanos eutróficos, sobrepeso e obesos em cultura celular de neurônios hipotalâmicos de camundongos, a fim de investigar como os ácidos graxos saturados interferem no processamento de polipeptídeos neuronais e de citocinas inflamatórias. (AU)