Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição dos miRNAs do tecido adiposo sobre a função, metabolismo e remodelamento cardíaco

Processo: 19/21852-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Marcelo Alves da Silva Mori
Beneficiário:Henver Simionato Brunetta
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/01184-9 - CAMeLEOm: análise entre espécies dos efeitos metabólicos, na expectativa de vida e ômicas de miméticos de restrição dietética, AP.TEM
Assunto(s):Metabolismo   Tecido adiposo   Função cardíaca   Mitocôndrias   MicroRNAs   Bioenergética

Resumo

A obesidade e sobrepeso são fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte em todo o mundo, representando em torno de 31% de todas as mortes. Embora inicialmente considerado apenas como um reservatório energético, o tecido adiposo é agora reconhecido como um importante órgão endócrino. Sua função de comunicação com outros órgãos é devida à secreção de hormônios chamados de adipocinas e, como recentemente demonstrado, de microRNAs (miRNAs). O nosso grupo tem mostrado que a expressão da enzima DICER, uma importante proteína envolvida no processamento dos miRNAs, no tecido adiposo, está alterada em cenários de obesidade e envelhecimento. De fato, a deleção específica de Dicer no tecido adiposo de camundongos conduz à resistência à insulina, alterações metabólicas em tecidos não-adiposos e envelhecimento precoce. Esses dados sugerem fortemente o papel de comunicação entre o tecido adiposo e outros órgãos por meio de miRNAs. O tecido cardíaco é capaz de utilizar diversos substratos energéticos, sendo que a flexibilidade metabólica nesse tecido está estritamente associada à manutenção da sua função. Além disso, o remodelamento cardíaco, como o observado na hipertensão, induz alterações no metabolismo de cardiomiócitos. Contudo, mesmo diante da forte associação entre alterações na função do tecido adiposo e doenças cardiovasculares, ainda não é conhecido se os miRNAs oriundos do tecido adiposo exercem algum papel sobre a função cardíaca, tanto em cenários fisiológicos quanto patológicos. O objetivo do presente estudo é investigar a comunicação entre o tecido adiposo e a coração por meio de miRNAs através da deleção da enzima DICER de forma adipócito-específica em camundongos machos e fêmeas. A nossa hipótese é que os miRNAs oriundos do tecido adiposo exercem efeito sobre o metabolismo e função cardíaca. Além disso, os miRNAs oriundos do tecido adiposo poderiam exercer um papel importante no remodelamento cardíaco induzido por hipertensão.