Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso e ocupação da terra na área do Hub Internacional para o Desenvolvimento Sustentável (HIDS), Campinas/SP: análise da dinâmica sócio-espacial e perspectivas futuras

Processo: 20/02787-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Lindon Fonseca Matias
Beneficiário:Júlio Deziró de Oliveira Santos
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Geotecnologias   Sustentabilidade   Desenvolvimento sustentável   Energia renovável   Geoprocessamento   Análise espacial   Entrevista   Pesquisa bibliográfica   Campinas (SP)

Resumo

O Hub Internacional de Desenvolvimento Sustentável (HIDS) é uma proposta da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em conjunto com outras instituições, que compreende a expansão do campus universitário bem como a atuação de demais instituições, públicas e privadas em seu entorno, na criação em um ambiente de atração e sinergia em prol de atividade inovadoras, de alta tecnologia e que contemplem o desenvolvimento sustentável, com pertinência nacional e internacional, na cidade de Campinas/SP. O projeto prevê uma ocupação e uso diferenciado para a área de expansão do campus universitário, com uso de tecnologias e energias renováveis, aliado a presença de instituições de pesquisa. Tais condições devem desdobrar na ocupação do entorno da Unicamp, dentro da área delimitada pelo HIDS, que contém diversas instituições ligadas a ciência e tecnologia, bem como áreas ainda a serem ocupadas. A pesquisa busca ampliar a compreensão do uso e ocupação da área de estudo, os processos históricos, sociais e espaciais de sua formação, bem como eles se relacionam com as propostas do HIDS. Para isso se pretende realizar um estudo bibliográfico, produzir temas cartográficos do uso da terra na área de estudo para o período 1960 a 2020 e entrevistar especialistas e administradores, visando compreender as contribuições e impactos deste projeto para a região. (AU)