Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta termorregulatória, alimentar e locomotora de indivíduos da espécie de anuro Lithobates catesbeianus injetados com lipopolissacarídeos (LPS) como estímulo pró-inflamatório

Processo: 19/18250-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Fisiologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Carlos Arturo Navas Iannini
Beneficiário:Thaysa Gomes de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):20/14174-4 - Resposta imunológica e locomotora de indivíduos da espécie de anuro xenopus laevis e xenopus allofraseri injetados com lipopolissacarídeo (lps) como estímulo pro-inflamatório, BE.EP.MS
Assunto(s):Ecofisiologia   Regulação da temperatura corporal   Infecção   Anura   Apatia   Febre

Resumo

A termorregulação é um mecanismo de regulação da temperatura corpórea (Tc) coordenado pelo sistema nervoso central (SNC), sendo de suma importância para a sobrevivência de um animal. Porém, alguns fatores podem influenciar esse mecanismo, como por exemplo, processos infecciosos. Para combater possíveis infecções o organismo gera respostas que podem ser autonômicas e comportamentais como febre e apatia. A febre pode ser metabólica em animais endotérmicos e comportamental em linhagens de animais ectotérmicos. A febre comportamental pode decorrer do contato com endotoxinas de bactérias que ativam a liberação de citocinas e estimulam mediadores piréticos a agirem no sistema nervoso central principalmente na região pré-óptica do hipotálamo (POA), causando a elevação da temperatura corpórea. A apatia, até agora descrita na literatura para vertebrados endotérmicos, é caracterizada pela redução de atividades realizadas pelo animal como alimentação e locomoção, por exemplo. Entretanto, dado que a apatia não pode ser descartada a priori em vertebrados ectotérmicos, são necessários estudos focados na possível diversidade de respostas termorregulatórias e comportamentais destas linhagens frente a processos infecciosos. O objetivo deste trabalho é estudar respostas à infecção em anfíbios, visando entender como, e se, comportamentos de febre e apatia são evidentes. Para isso, se realizará uma simulação de infecção através de injeções de LPS na espécie de anuro Lithobates catesbeianus. Espera-se verificar se esses animais apresentam febre comportamental, via aumento comportamental da temperatura corporal, ou apatia, evidente na redução das taxas alimentares e locomotoras. (AU)