Busca avançada
Ano de início
Entree

Estabelecendo uma rápida abordagem móvel para detectar novas epidemias

Processo: 19/25047-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 15 de setembro de 2020
Vigência (Término): 14 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Ester Cerdeira Sabino
Beneficiário:Ingra Morales Claro
Supervisor no Exterior: Nicholas J. Loman
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Birmingham, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:18/17176-8 - Em tempo real, rápida detecção e sequenciamento de arbovírus no Brasil: Zika, Dengue, Chikungunya e Febre Amarela, BP.DD
Assunto(s):Epidemiologia   Virulência   Epidemias   Arbovirus   Saúde pública   Testes imediatos   Diagnóstico clínico

Resumo

Vírus emergentes e reemergentes transmitidos por artrópodes (arbovírus) sempre foram uma preocupação global para a saúde humana. Nos últimos anos, o Brasil foi afetado por uma onda de epidemias severas, vírus sobrepostos, principalmente causados pelos vírus Zika, Chikungunya, Dengue e febre amarela, que resultaram em considerável morbidade, mortalidade e grandes problemas de saúde pública. No entanto, nossa compreensão desses surtos é dificultada pelo desafio do diagnóstico clínico, associado a uma disponibilidade limitada de diagnósticos laboratoriais. Um diagnóstico de precisão e um sistema de vigilância de doenças rápido e adequado são fundamentais para preparar ou mesmo prevenir novos surtos. Continuando uma colaboração altamente produtiva entre a Universidade de São Paulo, a Universidade de Birmingham, que já resultou em publicações de alto impacto sobre a epidemiologia do zika, chikungunya e febre amarela (Faria et al. 2017; Quick et al. 2017; Faria et al. 2018), este projeto tem como objetivo usar tecnologias genômicas portáteis para caracterização de vírus conhecidos e a descoberta de novos e fazer uma comparação entre diferentes protocolos de sequenciamento em uma ampla variedade de tipos de amostras, buscando o melhor abordagem a ser usada durante uma epidemia, em relação à sensibilidade, complexidade e custos. Essas metodologias serão validadas em campo, usando uma mala de laboratório móvel que compreende todos os equipamentos e consumíveis para investigar patógenos durante uma epidemia. Este trabalho terá um impacto imediato na vigilância de arbovírus no Brasil e na nossa compreensão desse premente problema de saúde pública. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)