Busca avançada
Ano de início
Entree

Penúltima transição glacial-interglacial no Nordeste da América do Sul e no oceano adjacente

Processo: 19/25179-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:André Oliveira Sawakuchi
Beneficiário:Marília de Carvalho Campos Garcia
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/15123-4 - Perspectivas pretéritas sobre limiares críticos do sistema climático: a Floresta Amazônica e a célula de revolvimento meridional do Atlântico (PPTEAM), AP.PFPMCG.JP2
Assunto(s):Paleoceanografia   Paleoclimatologia   Hidroclimatologia   Sedimentologia glacial   Mudança climática   Oceano Atlântico   Região Nordeste   Região Oeste   América do Sul

Resumo

A Célula de Revolvimento Meridional do Atlântico (CRMA) desempenha um papel fundamental na oceanografia e no clima do Oceano Atlântico e seus arredores. Um possível colapso da CRMA causaria marcantes mudanças na distribuição de calor superficial no Atlântico, afetando intensamente a precipitação na porção tropical da América do Sul. Portanto, a compreensão aprofundada da resposta do Oceano Atlântico às mudanças na CRMA em distintas escalas temporais é uma questão de fundamental importância. As transições glacial-interglacial são períodos de tempo particularmente relevantes para reconstituições paleoclimáticas. Isto se dá não apenas por que estes períodos foram caracterizados por marcantes alterações na intensidade da CRMA, mas também pelas significativas mudanças na concentração de dióxido de carbono atmosférico e no nível do mar, além dos seus respectivos impactos no hidroclima continental. Nesta proposta de pesquisa, serão investigados os impactos da penúltima transição glacial-interglacial sobre o Nordeste (NE) da América do Sul e o Oeste do Atlântico Equatorial com uma resolução temporal nunca antes obtida. Através desta proposta, espera-se: (i) caracterizar as mudanças no hidroclima do NE da América do Sul, bem como determinar as mudanças na estrutura da porção superior da coluna de água e na ventilação da porção inferior da coluna de água do Oeste do Atlântico Equatorial durante a penúltima transição glacial-interglacial; e (ii) subsidiar o debate a respeito dos possíveis impactos que mudanças futuras na CRMA podem ter sobre o NE da América do Sul e o Oeste do Atlântico Equatorial. (AU)

Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (6 total):
Mais itensMenos itens
Mikami Environmental Blog: Marine micro-organisms reveal the role of the South Atlantic in CO2 control (17/Jun/2021)
Funverde: Microrganismos marinhos revelam o papel do Atlântico Sul no controle do CO2 (15/Jun/2021)
Revista Amazônia: Microrganismos marinhos revelam o papel do Atlântico Sul no controle do CO2 (14/Jun/2021)
Espaço Ecológico no Ar: Microrganismos marinhos revelam o papel do Atlântico Sul no controle do CO2 (13/Jun/2021)
Saense: Microrganismos marinhos revelam o papel do Atlântico Sul no controle do CO2 (09/Jun/2021)
Jornal da USP online: Microrganismos marinhos revelam o papel do Atlântico Sul no controle do CO2 (07/Jun/2021)