Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da inalação da fumaça do narguilé na microestrutura óssea de ratos submetidos à periodontite experimental

Processo: 19/07233-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Luciana Prado Maia
Beneficiário:Mariana Takazono Miyashita
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Periodontite   Hábito de fumar   Perda do osso alveolar   Produtos do tabaco   Caracterização microestrutural   Microtomografia   Análise de variância   Teste de Tukey   Modelos animais

Resumo

Estudos mostram que a inalação da fumaça do cigarro (IFC) ocasiona o agravamento da periodontite, porém o efeito da inalação da fumaça do narguilé (IFN) no periodonto ainda não foi avaliado. O objetivo do presente estudo é avaliar os efeitos da IFN na microestrutura óssea de ratos submetidos à periodontite experimental (PE), comparando os seus efeitos à IFC. Serão incluídos 60 ratos machos, divididos nos seguintes grupos: controle (C), somente com periodontite experimental (PE), somente exposição à IFC (IFC), somente exposição à IFN (IFN), PE e exposição à IFC (PE+IFC), PE e exposição à IFN (PE+IFN). Os animais dos grupos IFC, IFN, PE+IFC e PE+IFN serão expostos às respectivas fumaças 3 vezes ao dia por 8 minutos durante 44 dias. Trinta dias após o início do experimento, os grupos PE, PE+IFC e PE+IFN receberão ligadura nos primeiros molares inferiores, mantidas por 14 dias, para indução da doença periodontal. Todos os animais serão eutanasiados 44 dias após o início do experimento e as mandíbulas serão coletadas para análise microtomográfica. Será mensurado o Nível Ósseo Alveolar, o Volume Ósseo, a Porosidade Óssea, o Número de trabéculas e o espaçamento trabecular. Os dados serão expressos como média e desvio padrão e será utilizado Análise de Variância (ANOVA) seguido pelo teste post-hoc de Tukey para as comparações entre os grupos. Espera-se com esse estudo demonstrar os efeitos prejudiciais da inalação da fumaça do narguilé no osso alveolar, permitindo orientar a população quanto aos malefícios do seu consumo. (AU)