Busca avançada
Ano de início
Entree

Novos gráficos de controle ATTRIVAR para o monitoramento da média de processos univariados

Processo: 19/23644-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Produção
Pesquisador responsável:Marcela Aparecida Guerreiro Machado de Freitas
Beneficiário:Igor de Oliveira Mattos
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEG). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Guaratinguetá. Guaratinguetá , SP, Brasil
Assunto(s):Gráficos de controle   Controle estatístico de qualidade   Otimização de processos   Monitoramento   Simulação por computador

Resumo

Os gráficos de controle podem ser por variáveis ou por atributos. A maioria dos gráficos de controle propostos para o monitoramento da média de processos univariados utilizam a inspeção por variáveis. Estudos recentes propõem o uso da estratégia ATTRIVAR, que combina a inspeção dos dados por meio de atributos e variáveis. Na primeira fase, uma amostra de tamanho n é retirada do processo e um dispositivo do tipo passa/não passa é utilizado para decidir se a segunda fase, em que os mesmos itens da amostra ou itens de uma nova amostra serão medidos, será necessária. Na fase 1, utiliza-se o gráfico por atributo np e na fase 2, o gráfico por variável X . A estratégia ATTRIVAR é economicamente mais vantajosa do que a inspeção apenas por variáveis, pois na maioria das vezes, a fase 2 não se faz necessária. Neste projeto, será investigado o desempenho de novos gráficos de controle ATTRIVAR para o monitoramento da média de processos univariados. Nos gráficos propostos, n itens serão avaliados por atributos. Na segunda fase, apenas os n1 itens reprovados na primeira fase serão medidos, ou seja, n1dn. Os gráficos propostos serão comparados com os gráficos existentes na literatura, em termos da velocidade com a qual sinalizam uma perturbação no processo. As propriedades do gráfico serão obtidas por meio de simulações, utilizando a linguagem R. Os resultados das simulações deverão ser utilizados na validação dos resultados teóricos a serem obtidos pelo grupo de pesquisa do qual a orientadora faz parte.