Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de vísceras quimicamente preservadas e embaladas á vácuo como método alternativo de ensino

Processo: 19/26627-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Silvio Henrique de Freitas
Beneficiário:Julia Belotto Guaraná
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Anatomia   Ensino e aprendizagem   Estudantes universitários   Embalagens a vácuo   Vísceras   Alternativas ao uso de animais   Técnicas operatórias em veterinária   Métodos alternativos

Resumo

O uso de animais vivos com fim didático é uma prática antiga que ainda é utilizada em instituições de ensino e pesquisa. Entretanto, várias são as objeções em relação ao uso desse método, seja por motivo ético ou mesmo humanitário. O presente trabalho tem como objetivo analisar a viabilidade de intestino delgado e vesícula urinária de suínos, fixados em álcool etílico a 99,8% (AE 99,8%), conservado em solução aquosa hipertônica de cloreto de sódio a 30% (SHCS 30) e embalados a vácuo e mantidas à temperatura ambiente e sob resfriamento, como método alternativo para o ensino de técnicas operatórias. Espera-se que os métodos de preservação mantenham as características morfológicas e organolépticas das vísceras para que as mesmas possam ser utilizadas para treinamentos de técnicas operatórias do curso de medicina veterinária sem que haja prejuízo ao processo de ensino-aprendizagem dos graduandos.