Busca avançada
Ano de início
Entree

O relevo e o uso da terra na alta bacia do Rio Capivara - Botucatu (SP)

Processo: 20/01122-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Cenira Maria Lupinacci
Beneficiário:Higor Lourenzoni Bonzanini
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Geomorfologia   Bacias sedimentares   Relevo   Uso do solo   Grandes rios   Botucatu (SP)   São Paulo

Resumo

O relevo de Cuestas na porção leste da Bacia Sedimentar do Paraná se estende ao longo de todo o estado de São Paulo, produzindo um patamar elevado, se destacando em vias interioranas do interior. Aliada a sua morfologia e consequente suscetibilidade aos processos denudativos, a intervenção antrópica sobre o relevo cuestiforme é cada dia mais intensa devido ao aperfeiçoamento técnico das últimas décadas. Desse modo, tem-se como objetivo desta pesquisa buscar o entendimento da relação entre as formas de relevo no setor cuestiforme com as ações antrópicas realizadas na alta bacia do rio Capivara - Botucatu (SP), provocadas principalmente pelo uso agrícola da terra. Para isso, serão elaboradas cartas morfométricas a fim de avaliar a dissecação vertical e horizontal, a declividade e a energia do relevo; assim como cartas geomorfológicas e de uso e ocupação da terra comparando dois cenários, de 1972 e de 2013. Com isso, espera-se compreender as características geométricas naturais do relevo e as modificações antrópicas promovidas na área da bacia ao longo das últimas décadas, buscando avaliar o seu real impacto para com as formas de relevo existentes. (AU)