Busca avançada
Ano de início
Entree

Viação férrea Campinas Jaguariúna: estudo sobre a referência identitária de um trem turístico (Jaguariúna, SP)

Processo: 20/04383-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Turismo
Pesquisador responsável:Eduardo Romero de Oliveira
Beneficiário:Amanda Augusta da Costa
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rosana. Rosana , SP, Brasil
Assunto(s):Patrimônio cultural   Patrimônio industrial   Patrimônio ferroviário   Turismo cultural   Análise documentária

Resumo

Partimos do princípio expresso na Carta de Turismo Cultural (ICOMOS, 1999) de que o turismo cultural é um atividade que interage com projetos de preservação do patrimônio cultural e da sua autenticidade; sendo assim, nossa problemática de pesquisa é como a conservação da memória social (que é parte dessa autenticidade) pode ser adequadamente contemplada em projetos turísticos. Para enfrentar essa questão geral, este estudo toma um patrimônio ferroviário ativo, um trem turístico que opera numa via de 25km entre as cidades de Campinas e Jaguariúna (SP), com vista a entender se este atrativo turístico é uma forma de preservar as memórias, histórias ou tradições locais. Dentro desse propósito geral, temos como objetivos específicos: identificar a existência de memórias sobre a antiga operação da Companhia Mogiana na localidade ou arredores; verificar qual a importância que a comunidade atribui hoje ao trem turístico; identificar se o trem turístico possui características materiais ou simbólicas que espelham a história local e da comunidade, inclusive algumas daqueles identificadas como sendo da memória social local; analisar se o trem turístico é representativo da história local, inclusive por aquelas características identificadas como sendo da memória social da comunidade. Para a realização da pesquisa, será feita uma revisão teórica e documental e se usará o método de abordagem e valorização do patrimônio (AVP) que conta com diversas técnicas de trabalho de campo que visam identificar a percepção da comunidade sobre o patrimônio em questão. Com isso, busca-se entender qual a importância a comunidade atribui ao atrativo e se a mesma se sente representada por meio do patrimônio ferroviário.