Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese e caracterização de Au@SPIONs funcionalizadas com EGF para diagnóstico do Câncer de Mama e tratamento por terapias fotodinâmica e fototérmica

Processo: 19/26353-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Engenharia Médica
Pesquisador responsável:Leandro José Raniero
Beneficiário:Marcela Aparecida Cândido
Instituição-sede: Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D). Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Nanotecnologia   Nanopartículas magnéticas   Hematita   Família de proteínas EGF   Diagnóstico   Neoplasias mamárias   Terapia fotodinâmica

Resumo

O Câncer de Mama é caracterizado pela presença de neoplasias malignas, com alto grau de proliferação e metástase, sendo a principal causa de morte em mulheres nos últimos anos. Os tratamentos disponíveis são geralmente agressivos e com baixa eficácia. Sendo assim, se faz necessário desenvolver novos métodos de detecção, e a nanotecnologia pode proporcionar diagnósticos precoces e tratamentos efetivos. As nanopartículas superparamagnéticas de óxido de ferro (Superparamagnetic Iron Oxide Nanoparticles, SPIONs) apresentam alta magnetização de saturação, podem ser revestidas com fina camada de ouro e funcionalizadas, o que potencializa sua aplicação biomédica para formação de um biossensor sensível, rápido e preciso como agentes de terapia do Câncer. A Terapia Fotodinâmica (TFD) e a Terapia Fototérmica (TFT) têm sido utilizadas no tratamento do Câncer, ambas aplicam moléculas fotossensíveis, oxigênio molecular e lasers. No entanto, cada passo deve ser controlado com precisão para obter um tratamento eficiente. Um comprimento de onda apropriado do laser estimula a ativação da molécula fotossensível, levando à formação de espécies reativas de oxigênio, como o oxigênio singleto, que é tóxico e causa morte celular. Nesse contexto, o presente projeto propõe sintetizar SPIONs pelo método de coprecipitação, revestir com ouro para obter Au@SPIONs, funcionalizar com a proteína EGF para produção de nanossondas e aplicá-las em TFD e TFT. Os tamanhos físico e hidrodinâmico serão caracterizados, bem como a morfologia, estabilidade coloidal, estrutura cristalina, composição química e propriedades magnéticas. Posteriormente serão realizados estudos in vitro para avaliação da atividade antitumoral e toxicológica da TFD, TFT e de ambas as terapias combinadas nas linhas celulares MCF 10A e MDA-MB-468. De modo geral, espera-se obter uma detecção e tratamento mais preciso, rápido e sensível do Câncer de Mama. (AU)