Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão de microRNA no plasma e suas relações com biomarcadores inflamatórios, estado nutricional e padrão alimentar em idosos participantes de estudo de base populacional (ISA capital)

Processo: 20/03104-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Marcelo Macedo Rogero
Beneficiário:Gabrielli Barbosa de Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/05125-7 - Estilo de vida, marcadores bioquímicos e genéticos como fatores de risco cardiometabólico: inquérito de saúde na cidade de São Paulo, AP.TEM
Assunto(s):Padrão alimentar   Modo de vida   RNA

Resumo

O desenvolvimento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) está estreitamente relacionado à desregulação na expressão de microRNA, pequenas moléculas codificantes de fita simples de RNA envolvidas na regulação de diversas vias intracelulares. Além disso, a expressão de microRNA também pode ser modulada por diferentes fatores ambientais, incluindo o padrão alimentar, o qual representa abordagem promissora na redução do risco de DCNT. Não há estudos de base populacional que relacionam a expressão de microRNA no plasma, biomarcadores relacionados ao risco cardiometabólico e estado nutricional na população brasileira. Nesse contexto, o objetivo deste projeto é verificar a expressão plasmática de microRNA e suas relações com biomarcadores inflamatórios, estado nutricional e padrão alimentar de idosos participantes do estudo de base populacional Isa Capital. Para isso, será desenvolvido um estudo de caráter transversal, no qual serão avaliados 200 indivíduos idosos participantes do Isa Capital, os quais serão avaliados em relação às condições socioeconômicas, demográficas, estilo de vida e saúde (por meio de questionário de caracterização); ao consumo alimentar (recordatório alimentar de 24 horas); às medidas antropométricas (peso, estatura e circunferência de cintura) e à pressão arterial sistêmica; e aos biomarcadores glicêmicos (glicemia em jejum e insulina plasmática), lipídicos (triacilglicerois, colesterol total, LDL-colesterol, HDL-colesterol e VLDL-colesterol) e inflamatórios (IL-1², IL-6, IL-10, fator de necrose tumoral alfa, proteína quimiotática de monócitos 1, moléculas de adesão solúveis intercelular 1 e celular vascular 1, inibidor do ativador do plasminogênio 1, adiponectina e leptina). Além disso, os indivíduos serão avaliados em relação à expressão de microRNA no plasma (miR-16, miR-33, miR-107, miR-122, miR-130b, miR-150, miR-152, miR-221, miR-222, miR-142-3p). Os resultados serão expressos em medidas de tendência central e de dispersão ou na forma de porcentagem e intervalo de confiança de 95%. A distribuição dos dados será verificada por meio do teste de Kolmogorov-Smirnov e os testes subsequentes escolhidos em consonância. A relação entre as variáveis de interesse será verificada. Valores de p < 0,05 serão considerados estatisticamente significativos. Este projeto busca ampliar a utilização de microRNA plasmáticos em conjunto com demais biomarcadores para prevenção, diagnóstico e tratamento de DCNT. (AU)