Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégia de otimização combinando tempo de estocagem e aditivos no valor nutritivo e na estabilidade aeróbica de silagem de espiga (snaplage) ou de grãos úmidos de milho

Processo: 19/27686-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia
Pesquisador responsável:Luiz Gustavo Nussio
Beneficiário:Larissa Maniero Nazato
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Sistemas de produção   Confinamento animal   Valor nutritivo   Forragem   Capacidade aeróbica   Aditivos   Silagem   Milho

Resumo

No Brasil, rações completas a base de milho são as mais utilizadas para confinamento de gado de corte e de leite. A silagem de grão úmido vem crescendo em utilização como uma alternativa de ingrediente concentrado pois pode ser estocada por longos períodos de tempo e apresenta maior degradabilidade de amido que o grão seco moído, exatamente como benefício intrínseco da estocagem. Estratégia análoga é aplicada à ensilagem de toda a espiga, "snaplage", constituída pelo pedúnculo, brácteas, sabugo e grãos do milho. A produção de snaplage vem ganhando espaço no mercado mundial e, mais recentemente, no Brasil por conta da conveniência logística oferecida por colhedoras automotrizes de forragens adaptadas à colheita de espigas, vantagens nas formulações de rações, já que combina componentes fibrosos em sua composição e amido mais degradável em comparação ao milho seco. Além disso, ao comparar sistemas de produção a decisão por snaplage tem permitido aumentar a capacidade de suporte da propriedade em cerca de 10%. A degradabilidade do amido tanto na forma de snaplage quanto na silagem milho úmido é afetada principalmente pelo tempo de estocagem, processamento e teor de umidade do grão. Tempos de armazenamento superiores a 60 dias têm permitido maior solubilização da matriz proteica que envolve os grânulos de amido pela ação de microrganismos e das enzimas proteolíticas presentes na planta. Portanto, o objetivo desse trabalho é avaliar se aditivos químicos e biológicos poderiam potencializar ou antecipar os benefícios da degradabilidade do amido dessas alternativas silagens de milho, e com isso, diminuir o tempo de estocagem necessário para a produção de uma silagem de qualidade, mantendo a estabilidade quando expostas ao oxigênio.