Busca avançada
Ano de início
Entree

Da abjeção social ao glamour: a homossexualidade masculina brasileira no século XX

Processo: 19/11952-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Social
Pesquisador responsável:Nelson da Silva Junior
Beneficiário:Felipe de Britto Maiello
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Psicanálise   Sexualidade   Homossexualidade masculina   Masculinidade   Competência discursiva   Pesquisa bibliográfica   Século XX

Resumo

O presente projeto tem como escopo encontrar o motivo pelo qual marcadores sociais da diferença ancoraram as representações discursivas da homossexualidade masculina brasileira no século XX. Para isso, propomos estudar o conceito freudiano de ''narcisismo das pequenas diferenças'' e a formulação conceitual de abjeção social presente na obra de Judith Butler. A chave de nossa leitura será interpretar tal sexualidade como estabelecida por meio da produção de ''modos de subjetivação'' e, para auxiliar em nosso estudo, guiá-lo-emos através de dois nomes os quais acompanharam as representações referentes à homossexualidade masculina: bicha e entendido. De maneira que este estudo será feito por meio de uma revisão bibliográfica sobre os seguintes temas: a representação discursiva da homossexualidade masculina brasileira, no século XX, através de marcadores sociais da diferença; a produção de subjetividade a partir de bens de consumo; e o conceito de abjeção social. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)