Busca avançada
Ano de início
Entree

O serviço florestal da Companhia Paulista de estrada de ferro (1903-1940)

Processo: 20/01514-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Eduardo Romero de Oliveira
Beneficiário:Nicolle Oliveira Rocha
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Patrimônio ferroviário   Impactos ambientais   Planejamento florestal   Avaliação do impacto econômico   Século XX   São Paulo

Resumo

O presente projeto tem como objetivo estudar a criação e o funcionamento do Serviço Florestal da Companhia Paulista como departamento responsável pelo aprimoramento e produção de matéria-prima para atividades de construção e manutenção desta empresa. Criado em 1903 com o primeiro Horto Florestal e localizado na região de Jundiaí, o Serviço Florestal tinha como principal objetivo o fornecimento de matéria-prima para a produção industrial. Com a criação do Horto em Rio Claro em 1909, a sede do Serviço Florestal foi instalada e ficou sob a direção do engenheiro Edmundo Navarro de Andrade. Dessa forma, sob a orientação do engenheiro, o eucalipto viria a ser a principal espécie fornecedora para a produção de lenha e dormentes. O Serviço chegou a criar 18 hortos florestais sob sua direção, cujo último foi instituído em 1940 (Aimorés) - também o auge do consumo de lenha pela empresa. Esta pesquisa busca reconstruir a estrutura administrativa do Serviço ao abranger o intervalo de 1903 a 1940, além de traçar um panorama das áreas de cultivo adquiridas pela empresa durante esse mesmo período. Outro importante ponto visado pelo presente estudo é tecer uma síntese do consumo de lenha e carvão na primeira metade do século XX; desta maneira, será possível compreender como tais atividades influenciaram no impacto econômico e ambiental da região do estado de São Paulo e na empresa ferroviária. Analisou-se também o período anterior a criação do Serviço Florestal, mas principalmente o advir após a implantação do mesmo. (AU)