Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da aplicação de nanopartículas de óxido de cobre em bioensaios in vitro e in vivo com alface (Lactuca sativa)

Processo: 19/26337-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Tatiane Araujo de Jesus
Beneficiário:Marcio Yukihiro Kohatsu
Instituição-sede: Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Nanopartículas   Estresse oxidativo   Fitotoxicidade   Nanotecnologia   Produtividade   Tecnologia agrícola   Alface

Resumo

O aumento do setor agrícola relacionado à safra de grãos e aumento da área plantada, deve-se principalmente às tecnologias aplicadas, como o uso de diversos produtos para aumentar a produtividade e inibir agentes patogênicos nas plantações. Uma das tecnologias empregadas são as nanopartículas (NPs). Diversas NPs, como as de óxido cobre (CuO NPs) já são bastante utilizadas comercialmente. Entretanto, estas podem causar diversos efeitos tóxicos, como: inibição da germinação, redução do alongamento radicular, aumento da síntese de metabólitos e espécies reativas de oxigênio, redução da clorofila e carotenóides. Entretanto, a fitotoxicidade depende de diversos fatores, tais como: dose, síntese, tamanho e composição da NP e a sensibilidade da semente. Assim, a fim de que a NP realmente atue no aumento da produtividade, é necessário determinar a concentração ótima a ser aplicada. No presente projeto será utilizada uma NP biogênica (sintetizada com extrato de chá verde), visando, além do aumento da produtividade, a redução dos efeitos fitotóxicos. Além disso, será utilizado o CuSO4 para comparação com a NP. Considerando este contexto, o presente projeto visa avaliar e comparar o impacto da NP de óxido de cobre em alface (Lactuca sativa) por meio de bioensaios in vitro (placas de Petri) e in vivo (solo cultivável), com n = 6. Serão avaliados o alongamento e estresse oxidativo nas radículas das sementes de alface nos bioensaios in vitro, bem como nas alfaces (bioensaios in vivo). Além disso, serão determinadas as concentrações de macro e microelementos presentes na alface e solo. Serão também avaliados os pigmentos fotossintéticos (clorofila e carotenoides) e metabólitos primários (fenólicos totais e flavonoides) nas alfaces. Esse estudo visa contribuir com avanços na área de tecnologia agrônoma, utilizando um nanomaterial mais sustentável. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KOHATSU, MARCIO YUKIHIRO; PELEGRINO, MILENA TREVISAN; MONTEIRO, LUCILENA REBELO; FREIRE, BRUNA MOREIRA; PEREIRA, RODRIGO MENDES; FINCHEIRA, PAOLA; RUBILAR, OLGA; TORTELLA, GONZALO; BATISTA, BRUNO LEMOS; DE JESUS, TATIANE ARAUJO; SEABRA, AMEDEA BAROZZI; LANGE, CAMILA NEVES. Comparison of foliar spray and soil irrigation of biogenic CuO nanoparticles (NPs) on elemental uptake and accumulation in lettuce. Environmental Science and Pollution Research, v. 28, n. 13 JAN 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.