Busca avançada
Ano de início
Entree

Ensaios sobre votação à distância e ativismo dos acionistas

Processo: 19/26940-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração
Pesquisador responsável:Lucas Ayres Barreira de Campos Barros
Beneficiário:Luís Antônio Gióia Ettore
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Governança corporativa   Engajamento   Ativismo   Acionista   Valor (economia)   Empresas   Votação   Tecnologia da informação   Mídias sociais

Resumo

O ativismo dos acionistas preconiza que os investidores se engajem ativamente quando as empresas tomam decisões diferentes dos seus interesses. O ativismo, portanto, pode ser útil para melhorar as práticas de governança corporativa e pode aumentar o valor das firmas. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) trabalhou para fornecer nova regulamentação, a fim de induzir a participação dos acionistas. Um mecanismo recentemente adotado potencialmente importante é a votação à distância. Delimito três ensaios sobre ativismo dos acionistas e votação à distância. Primeiro, pretendo fornecer uma revisão sistemática da literatura com o objetivo de sintetizar e avaliar os mecanismos de engajamento dos investidores. Argumento que estratégias de engajamento possibilitadas pela tecnologia da informação, como votação à distância e mídias sociais, podem reformular iniciativas ativistas nacionais e internacionais em um mundo cada vez mais interconectado. Segundo, exploro um experimento natural usando a estratégia de diferença em diferenças para investigar o impacto a curto prazo do voto à distância no engajamento dos acionistas e na governança corporativa entre as empresas brasileiras listadas no Índice Ibovespa em 2017 e 2018. Análises adicionais incluem Regression Discontinuity Design (RDD) usada como verificação de robustez. Terceiro, pretendo analisar o impacto do voto à distância no valor da empresa usando a amostra de empresas listadas no Brasil. Um estudo de evento será realizado para capturar retornos anormais em torno de datas relevantes relacionadas ao desenvolvimento e promulgação do marco regulatório relativo à votação à distância para entender como os investidores anteciparam os efeitos a longo prazo dessa mudança regulatória. (AU)