Busca avançada
Ano de início
Entree

Percepções de desengajamento moral relacionadas ao bullying homofóbico vivenciado na infância ou adolescência: um estudo com universitários

Processo: 19/19470-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Jorge Luiz da Silva
Beneficiário:Maria Paula Oliveira Nasser
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Distúrbios do comportamento   Bullying   Homofobia   Desenvolvimento moral   Exposição à violência   Universidades   Estudantes universitários   Entrevista   Análise de conteúdo   Pesquisa qualitativa

Resumo

O bullying homofóbico é vivenciado por crianças e adolescentes e se relaciona a provocações, discriminação, violência física e outras formas de agressão motivadas pela orientação sexual. Os estudantes em diferentes níveis de escolarização que são identificados como não-heterossexuais apresentam maior possibilidade ou risco para a vitimização por bullying. Além disso, esse tipo de experiência impacta na saúde mental e na maneira como esses sujeitos internalizam o processo ensino-aprendizagem, bem como as experiências de escolarização em diferentes momentos do ciclo vital, não se restringindo à infância ou adolescência. Assim, esse estudo objetiva identificar percepções de desengajamento moral relacionadas ao bullying homofóbico vivenciado na infância ou adolescência por estudantes universitários. Por meio de uma pesquisa qualitativa, serão entrevistados estudantes do Ensino Superior que se denominam homossexuais de uma universidade privada do interior do Estado de São Paulo. O roteiro de entrevista abordará a percepção dos participantes sobre os mecanismos de desengajamento moral (justificativa moral, comparação vantajosa, linguagem eufemística, distorção de consequências, desumanização, culpabilização da vítima, deslocamento de responsabilidade e difusão de responsabilidade) como motivadores para possíveis experiências de bullying homofóbico sofridas nos Ensinos Fundamental e Médio. Os participantes serão definidos pela técnica snowball sampling e pela estratégia de saturação. A análise temática dos dados ocorrerá por meio da proposta de Braun e Clarke. Espera-se compreender como os participantes atribuem sentidos a situações de violência; identificar as consequências do bullying homofóbico ao longo do ciclo vital; e como o desengajamento moral pode subsidiar intervenções antibullying. (AU)