Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlação da inclinação dos incisivos e a posição dos mini-implantes na retração anterior

Processo: 19/26923-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Ortodontia
Pesquisador responsável:Gladys Cristina Dominguez Morea
Beneficiário:Victória Martins Nóbrega
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mini-implantes   Retração gengival   Telerradiografia   Tomografia computadorizada   Análises cefalométricas   Análise de regressão e de correlação não linear   Estatística descritiva

Resumo

Uma das principais queixas dos pacientes portadores de má oclusão classe I com biprotrusão é o posicionamento dos incisivos, que se apresentam, nesses casos, com uma proinclinação e redução do ângulo incisal, refletindo na projeção dos lábios, e convexidade da face resultando em um comprometimento estético (Bills et al., 2005; Upadhyay et al., 2008). Objetivo do presente estudo é correlacionar o posicionamento dos mini-implantes na maxila superior com a inclinação dos incisivos superiores ao final da retração dos dentes anteriores superiores por meio da mecânica por deslizamento. Materiais e Métodos no presente estudo, serão utilizadas 28 tomografias computadorizadas (TC) (n=14 TC pré-retração e n=14 TC pós-retração) de um acervo de pacientes tratados na Clínica de MBT da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (CAAE: 13955419.8.0000.0075). As tomografias computadorizadas serão avaliadas no software Dolphin Imaging 11.95 Premium por dois examinadores previamente calibrado (AL e SPF). Telerradiografias pré-retração e pós-retração serão obtidas a partir das TCs dos pacientes. As grandezas cefalométricas de interesse para o presente estudo serão: ângulo 1.NA - ângulo formado pelo cruzamento das linhas NA e o longo eixo do incisivo; distância 1-NA - distância entre a face vestibular do incisivo superior à linha NA; distância 6-NA - distância entre a face mesial do 1° molar superior, à linha NA; SN. Longo eixo dos incisivos - ângulo formado entre a linha SN e longo eixo dos incisivos. As medidas cefalométricas serão tabuladas e a estatística descritiva será demonstrada em tabelas. O coeficiente de correlação linear será calculado entre as variáveis altura do mini-implante e inclinação dos incisivos superiores, e posicionamento anteroposterior do mini-implante e inclinação dos incisivos superiores. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)