Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial da mistura celulose-lignina do bagaço de cana-de-açúcar para extração de ouro

Processo: 20/03517-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Pedro Vitoriano de Oliveira
Beneficiário:Gabriel Ribeiro Bento
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bagaço de cana-de-açúcar   Celulose   Lignina   Ouro   Extração   Absorção   Lixiviação   Processos de separação

Resumo

O projeto tem como objetivo avaliar o potencial da mistura celulose-lignina, do bagaço de cana-de-açúcar, como material adsorvente para extração de íons ouro e de complexos ouro-tiossulfato e ouro-tioureia, com determinações por ICP OES, para ser aplicado na recuperação de ouro. O bagaço de cana de açúcar será moído em moinho de facas e eletrônico de almofariz e pistilo, peneirado, lavado com água, com HCl e seco em estufa. Considerando que um dos procedimentos para a lixiviação de ouro das placas de circuitos impressos ocorre pela formação de complexos ouro-tiossulfato ou ouro-tioureia, estudos para extração desses complexos serão investigados. Portanto, as condições para formação de complexos ouro-tiossulfato e ouro-tioureia serão avaliadas, tais como pH e concentrações dos ligantes. As adsorções serão feitas em batelada ou em colunas preenchidas com celulose-lignina. Isotermas de adsorção serão obtidas em condições de equilíbrio e ajustados aos modelos clássicos de adsorção (Langmuir, Frumkin, Freundlich) para obter a quantidade máxima adsorvida e constante de afinidade entre ouro livre e complexos à celulose-lignina. As concentrações de ouro livres e dos complexos, em solução antes e após adsorção no substrato de celulose-lignina, serão determinadas por ICP OES. Como estudo preliminar pretende-se executar a lixiviação de ouro a partir de material moído de PCIs e na solução resultante e aplicar as condições de separação e concentração de ouro a partir de solução proveniente da lixiviação de PCIs. (AU)