Busca avançada
Ano de início
Entree

Mamíferos terrestres do centro de endemismo de Pernambuco como indicadores de integridade ambiental

Processo: 20/02570-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Luís Fábio Silveira
Beneficiário:Mayara Dantas Guimarães Beltrão
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/23548-2 - Avaliação, recuperação e conservação da fauna ameaçada de extinção do Centro de Endemismo Pernambuco (CEP), AP.TEM
Assunto(s):Destruição de habitat   Ecologia de comunidades   Ecologia da paisagem   Mata Atlântica

Resumo

A perda e fragmentação de habitats nativos é uma ameaça à diversidade de mamíferos. Em paisagens fragmentadas as espécies são afetadas por atributos locais e da paisagem. Baixas densidades populacionais e perdas de espécies de mamíferos na Mata Atlântica (MA) são fatores conhecidos por dirigir efeitos negativos nas interações ecológicas. Tais efeitos podem ser mais severos na porção nordeste da MA, o Centro de Endemismo de Pernambuco (CEPE), hotspot de biodiversidade e segunda maior produtora de cana-de-açúcar no mundo. Atributos dos mamíferos como exigências de requerimento de hábitat e variedade de papéis ecológicos que desempenham fazem deles excelentes indicadores de integridade ambiental. O objetivo deste projeto é elucidar em escala local e de paisagem fatores preditores da diversidade de mamíferos, como configuração da paisagem, qualidade do habitat, efeito espaço-temporal da mudança da paisagem e como essas características determinam a ocupação e persistência destes grupos nestas paisagens. Serão amostrados mamíferos de pequeno, médio e grande porte com livetraps, pitfalls e armadilhas fotográficas em fragmentos de MA no CEPE. As relações entre as métricas de diversidade e variáveis ambientais serão avaliadas por Modelos Lineares Generalizados, de ocupação e Escalonamento Multidimensional. Dessa forma, as variáveis que mais explicarem as métricas de diversidade e ocupação dos mamíferos serão usadas para a criação de um índice de integridade ambiental, que será base para indicação de políticas de conservação, incluindo sugestão de áreas para criação de unidade de conservação no CEPE, que está todo inserido em um contexto muito semelhante de paisagens agrícolas. (AU)