Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação da metabolômica no desenvolvimento de uma metodologia inovadora para análise da pungência de pimentas

Processo: 19/23723-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Rodrigo Ramos Catharino
Beneficiário:Mariana Mazzo Quintanilha
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Cosmetologia   Metabolômica   Pimenta   Capsaicina   Espectrometria de massas

Resumo

As pimentas são frutos muito utilizados desde a antiguidade através de sua aplicação na área de alimentos e na cosmetologia, além de sua considerável aplicabilidade terapêutica e elevado valor econômico. No Brasil, a distribuição da produção se encontra do Rio Grande do Sul até Roraima, o que a classifica entre as 10 hortaliças mais produzidas no país. A importância da pimenta, principalmente na área de alimentos, se deve a uma de suas características organolépticas, a pungência. Essa característica é fornecida por um grupo de compostos chamados de capsaicinoides, produzidos como metabólitos secundários da planta e utilizados como substâncias de defesa. Os principais compostos estudados são a capsaicina e a dihidrocapsaicina, entretanto há poucos estudos voltados para a investigação do efeito sinérgico desses compostos e seus efeitos sobre a escala de pungência das pimentas. Considerando este fator, a metabolômica permite um estudo holístico dos alimentos, sendo que a espectrometria de massas se mostra como uma ferramenta analítica sensível e robusta. Com os avanços da metabolômica e sua aplicação na área de alimentos, a utilização de espectrometria de massas de alta resolução (HRMS) torna-se ferramenta para o desenvolvimento de uma metodologia inovadora que possa identificar e semi-quantificar biomarcadores da pungência de variedades de pimentas consumidas no Brasil e no mundo, determinando uma classificação baseada em suas características químicas. (AU)