Busca avançada
Ano de início
Entree

A cicatrização gástrica pode ser alterada em animais obesos? Avaliação do efeito antiulcerogênico do citral em camundongos tratados com dieta hiperlipídica

Processo: 20/07384-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Etnofarmacologia
Pesquisador responsável:Clélia Akiko Hiruma Lima
Beneficiário:Felipe Lima Dario
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Obesidade   Dieta hiperlipídica   Úlcera gástrica   Cicatrização   Matriz extracelular   Citral   Fatores de crescimento do endotélio vascular   Camundongos

Resumo

A obesidade é preocupante e muito prevalente na população mundial e brasileira. A presença de comorbidades é muito característica em pacientes obesos, como diabetes mellitus tipo 2. Durante a obesidade, ocorre a liberação de mediadores pró-inflamatórios por adipócitos, como fator de necrose tumoral (TNF)-±, interleucina (IL)-1², IL-6 e leptina, que promovem um quadro inflamatório crônico. Além disso, também ocorre um desbalanceamento do sistema redox, o que aumenta a susceptibilidade ao desenvolvimento de dispepsias e úlceras gástricas. Estas são caracterizadas como lesões na mucosa gástrica que ocorrem, principalmente, pelo desequilíbrio entre os fatores protetores e agressores (tais como o uso de anti-inflamatórios não-esteroidais). E sua cicatrização é um processo complexo que envolve diferentes fatores moleculares, como o fator induzido por hipóxia (HIF)-1±; fatores de crescimento endotelial vascular (VEGF) e epidérmico (EGF); ciclooxigenases (COX); as metaloproteinases (MMP), bem como a leptina e outros mediadores inflamatórios (TNF-±, IL-1², IL-6). Esses fatores contribuem para a reepitelização da mucosa gástrica e para o remodelamento da matriz extracelular, impede a recidiva das lesões gástricas e combate a inflamação local. O citral é um monoterpenoide presente em óleos essenciais de plantas medicinais. Estudos prévios do laboratório já demonstraram sua eficácia na resolução das úlceras gástricas induzidas por ácido acético em ratos machos adultos, porém é desconhecido como ocorre a cicatrização na obesidade. Para isso, serão implantas lesões gástricas em camundongos obesos e realizados os tratamentos nos diferentes grupos experimentais para a avaliação de duas doses de citral em dois períodos consecutivos de tratamento. Serão analisados a área de lesão e os parâmetros bioquímicos e pró-inflamatórios no processo de cicatrização. A partir da avaliação dos efeitos farmacológicos do citral na cicatrização das úlceras gástricas de camundongos eutróficos e obesos, pretende-se obter subsídios científicos para sugerir uma nova opção terapêutica para o tratamento dessa doença.