Busca avançada
Ano de início
Entree

Matrizes peptídicas bioativas: da estrutura molecular às aplicações biomédicas

Processo: 19/19719-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Emerson Rodrigo da Silva
Beneficiário:Lucas Rodrigues de Mello
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biomateriais   Peptídeos bioativos   Matriz extracelular   Colágeno   Elastina   Biomedicina   Materiais nanoestruturados   Microscopia de força atômica   Espalhamento de raios X a baixos ângulos   Efeito Raman

Resumo

Este projeto de tese tem por objetivo a produção e caracterização de matrizes nanoestruturadas obtidas a partir da auto-organização de peptídeos bioativos. Nossa atenção será concentrada em sequências pertencentes a três classes de compostos bioativos: peptídeos penetrantes de células, peptídeos constituintes da matriz extracelular (colágeno e elastina) e peptídeos anti-inflamatórios. Buscaremos responder a perguntas fundamentais ligadas à estruturação desses sistemas bem como providenciar informação acerca de suas propriedades estruturais supramoleculares. A estrutura desses sistemas na presença de drogas modelo será investigada. Um conjunto de técnicas experimentais avançadas que incluem nanoespectroscopia de infravermelho acoplada à microscopia de força atômica (AFM-IR), espalhamento de raios X a baixo ângulo (SAXS) e microscopia por espalhamento Raman coerente anti-Stokes (CARS) será utilizado para investigar a organização dos sistemas com elevado grau de resolução. Além da caracterização estrutural detalhada, pretendemos testar a bioatividade desses sistemas para determinar se as funções exibidas pelos blocos moleculares são preservadas ou mesmo amplificadas mediante a organização em superestruturas. Baseados nos resultados estruturais e de bioatividade, desejamos estabelecer relações do tipo estrutura-atividade e contribuir para otimizar a formulação de materiais biomédicos baseados nessas moléculas bioativas. (AU)