Busca avançada
Ano de início
Entree

Práticas parentais e comportamento de crianças: efeito do histórico de adversidades na infância materna moderado pelo temperamento e senso de competência parental

Processo: 20/01536-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Maria Beatriz Martins Linhares
Beneficiário:Camila Regina Lotto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Violência contra o menor   Poder familiar   Psicologia da criança   Temperamento   Comportamento   Infância   Mães

Resumo

Examinar o efeito do histórico das adversidades na infância materna nas práticas educativas das mães avaliadas antes e após a realização de um programa de intervenção preventiva universal de violência intrafamiliar contra crianças (ACT-Para Educar Crianças em Ambientes Seguros), moderado pelo temperamento e o senso de competência parental maternos. Objetivos secundários: Examinar (a) o efeito do histórico de adversidades na infância materna, assim como da intervenção ACT, nos problemas de comportamento das crianças; (b) a prevalência dos tipos de adversidades. Amostra: 80 mães com filhos de 2-6 anos. Coleta de dados: englobará 3 fases: avaliação pré-intervenção, intervenção com o programa ACT e avaliação pós-intervenção (10 sessões). Na pré-intervenção, serão aplicados Questionários ACT e Parenting and Family Adjustment Scale (PAFAS), para avaliar as práticas educativas, o Parenting Sense of Competence Scale (PSOC), para avaliar o senso de competência parental, e o Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ), para avaliar o comportamento das crianças. Serão aplicados a Ficha de Caracterização e o Critério de Classificação Econômica Brasileiro. Na pós-intervenção, serão reaplicados os questionários ACT, PAFAS, PSOC e SDQ. Adicionalmente, serão avaliados a história de adversidades na infância materna (ACE-The Adverse Childhood Experiences), o temperamento (ATQ-Adult Temperament Questionnaire) e indicadores de depressão (PHQ-9 - Pacient Health Questionnaire) das mães. Análise de dados: A amostra será dividida em dois grupos diferenciados pela presença ou não de adversidades na infância materna (ACE+[positivo] vs. ACE-[negativo]). Serão realizadas as análises de estatística descritiva e comparações intragrupo e entre grupos. Será relaizada a análise de regressão linear com efeitos interativos e examinado o efeito moderador do temperamento materno e do senso de competência parental. O sexo e idade das crianças, depressão materna e nível sócioeconômico serão controlados na análise (SPSS 23.0; pd0,05; effect-size). (AU)