Busca avançada
Ano de início
Entree

SABERES E PRÁTICAS EM FRONTEIRAS: por uma história transnacional da educação (1810-...).

Processo: 20/06603-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Vivian Batista da Silva
Beneficiário:Gabriel Delatin de Toledo
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/26699-4 - Saberes e práticas em fronteiras: por uma história transnacional da educação (1810-...), AP.TEM
Assunto(s):História da educação

Resumo

A proposta a ser desenvolvida no âmbito deste trabalho consiste em realizar uma pesquisa junto a uma das escolas parceiras do projeto temático associado - Materiais didáticos para ensino público e formação de professores - com vistas a reunir elementos acerca da história e das memórias dessa instituição, bem como das trajetórias de formação de seus professores e dos membros de sua equipe gestora, de modo a caracterizar os sujeitos nela atuantes, as relações estabelecidas entre eles e com a cultura que lhe é própria, considerando os significados atribuídos à profissão e ao trabalho realizado junto aos alunos. Trata-se de conhecer os principais marcos presentes na história da instituição, privilegiando-se as discussões em torno da organização dos conteúdos a serem ensinados e o papel dos livros didáticos, métodos de ensino, configuração do tempo e do espaço escolar, disciplina, relação pedagógica, avaliação e condições de trabalho mediante a realização de análise documental e produção de relatos memorialísticos com os diferentes sujeitos da instituição. Além das temáticas assinaladas, serão exploradas, ainda, aquelas referentes à diversidade, tais como: gênero, raça, etnia e deficiências. Desse modo, a pesquisa terá como questões nucleares: Quais mudanças mais expressivas podem ser observadas na organização pedagógica da instituição? De que maneira marcos históricos, legais, culturais e econômicos no âmbito local, nacional e transnacional relacionam-se às transformações observadas em sua cultura? De que forma os documentos produzidos para e pela escola evidenciam a dinâmica da cultura escolar, suas continuidades e mudanças? E como os sujeitos nela atuantes percebem essa dinâmica, tendo em vista as suas trajetórias de formação e atuação profissional? Ao compreender melhor as questões enfrentadas por professores, alunos e gestores, em seu dia-a-dia, serão identificadas aquelas que poderiam ser beneficiadas pelas pesquisas desenvolvidas no âmbito da História da Educação ligadas ao processo de constituição de nosso sistema de ensino, assim como às mudanças nele ocorridas. Os resultados do estudo deverão subsidiar a organização dos materiais para o website e o desenvolvimento dos vídeos, nos quais serão mobilizadas as contribuições das pesquisas realizadas nos demais eixos do presente projeto. Nesse sentido, serão levados em conta os sujeitos atuantes no sistema escolar, os materiais utilizados nas diversas instituições que o compõem, as temáticas debatidas nas várias instâncias do campo educacional, assim como os saberes produzidos a esse respeito e difundidos em diferentes veículos (manuais, livros, periódicos, jornais etc.).Tendo em vista o tímido papel ocupado pela História da Educação na formação dos professores, considera-se relevante que os profissionais da educação entendam o processo por meio do qual a instituição escolar se afirmou, em diferentes sociedades, como uma das principais responsáveis pela educação das futuras gerações de modo a desnaturalizar a escola, sua cultura, seus sujeitos e significados. Embora a pesquisa esteja circunscrita a uma instituição escolar, entende-se que os dados levantados subsidiarão discussões mais amplas voltadas à cultura escolar e material bem como à profissão docente ao dar visibilidade a valores, concepções, práticas, costumes, sujeitos (professores, alunos, autoridades escolares, autores de materiais didáticos, manuais pedagógicos, livros de caráter mais teórico, por exemplo) e recursos materiais de diferentes momentos históricos e de diversas regiões, de modo a evidenciar especificidades e relações.Entre as fontes da pesquisa podem ser destacadas: Regimentos Escolares, Projeto Político Pedagógico, fotografias, atas de reuniões, produção de relatos memorialísticos com gestores, professores em diferentes fases da carreira, observações da configuração espacial e material da instituição.