Busca avançada
Ano de início
Entree

Ação da terapia fotodinâmica mediada por fotoenticine® sobre biofilmes microcosmos orais

Processo: 20/06909-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Juliana Campos Junqueira
Beneficiário:Nathália Maria Ferreira Gonçalves
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia oral   Cárie dentária   Biofilmes   Fármacos fotossensibilizantes   Azul de metileno   Terapia fotodinâmica

Resumo

A terapia fotodinâmica (TFD) vem sendo estudada como possível adjuvante ao tratamento da cárie dentária. Entretanto, a maior parte desses estudos foram realizados com fotossensibilizadores fenotiazínicos aplicados em biofilmes monoespécies. Desse modo, o objetivo deste trabalho será avaliar a eficácia da terapia fotodinâmica mediada por um novo fotossensibilizador, o Fotoenticine® (FTC), no tratamento de biofilmes microcosmos orais. Além disso, os efeitos antimicrobianos do Fotoenticine® serão comparados com o Azul de Metileno (AM), um fotossensibilizador fenotiazínico já aprovado para uso clínico no Brasil. Para realização desse trabalho, amostras de dentina cariada serão coletadas de pacientes e utilizadas para formação dos biofilmes microcosmos sobre corpos-de-prova de dentina bovina. Os biofilmes serão tratados com Fotoenticine® na concentração de 0,6 (mg/mL) ou Azul de Metileno (1 mg/mL) associados ao LED com comprimento de onda 660 nm na dose de energia de 30 J/cm² por 714 s totalizando uma dose de potência de 42,8 mW/cm². De acordo com o modo tratamento, serão realizados os seguintes grupos experimentais: aplicação apenas do LED (F-L+); FTC e irradiação (FTC+L+); aplicação apenas de FTC (FTC+L-); Azul de Metileno e irradiação (AM+L+); aplicação apenas do Azul de Metileno (AM+L-); e Grupo controle sem tratamento (F-L-). Os efeitos dos tratamentos sobre os biofilmes serão analisados por meio da contagem de células viáveis de micro-organismos totais, estreptococos, estreptococos do grupo mutans, lactobacilos e leveduras. Além disso, os biofilmes também serão avaliados quanto à produção de ácido lático. Os dados obtidos serão analisados para a seleção do teste estatístico mais adequado para cada experimento, considerando-se nível de significância de 5%.