Busca avançada
Ano de início
Entree

Processos hidrometeorológicos em uma bacia multi-instrumentada na Serra da Mantiqueira

Processo: 20/04060-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Pesquisador responsável:Humberto Ribeiro da Rocha
Beneficiário:Mariane Chitolina
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hidrometeorologia   Balanço hídrico   Bacia hidrográfica   Análise espaço-temporal   Mananciais   Restauração florestal   Mudança climática   Umidade do solo   Evapotranspiração   Extrema (MG)   Serra da Mantiqueira

Resumo

O sistema solo-vegetação pode exercer significativa influência no regime de disponibilidade hídrica superficial, como em picos transientes de vazão, e na regularização da vazão mínima de estiagem, devido aos potencias efeitos no caso de vegetação florestal em atenuar a intensidade da chuva atingindo o solo e ao aumento da infiltração e armazenamento de água no solo e no aquífero raso, assim como de reduzir a vazão média anual pelo aumento de perdas por evapotranspiração. Mas estes impactos dependem de outras condições como o tempo e o clima, da topografia, conformações geológicas e de características intrínsecas do solo, que fazem cada bacia um sistema único. Na Serra da Mantiqueira, a Bacia do Ribeirão das Posses, Extrema, MG, foi submetida em algumas áreas específicas ao manejo de restauração florestal no entorno das nascentes, faixa ripária e sub-bacias de encosta selecionadas, por ações do Programa Municipal Conservador de Águas e do Programa Federal Produtor de Águas/ANA. Em especial aquela bacia localiza-se na região de cabeceira do sistema de reservatórios do Cantareira, que tem importância estratégica no abastecimento de milhões de pessoas, o que ressalta o interesse científico de se entender os padrões de ganhos e perdas de água na região, enquadrada como uma bacia típica dos tributários do Rio Jaguari, o afluente do maior reservatório do sistema. Como forma de auxiliar a avaliação dos processos hidrológicos nas condições de clima, geologia e vegetação típicas da Serra da Mantiqueira, onde possam ser avaliados possíveis serviços ecossistêmicos hídricos ou tradeoffs que penalizem a disponibilidade hídrica, esta proposta visa investigar a dinâmica de processos hidrológicos de superfície em uma bacia típica da região, com a utilização de amplo espectro de medição multi-instrumental no campo. Busca-se quantificar a dinâmica espaço-temporal e características de interação dos componentes do balanço hídrico, de forma a se entender corretamente o regime hidrológico naquelas áreas de mananciais, a auxiliar no entendimento do controle do sistema solo-vegetação como nos casos de restauração florestal, e a subsidiar informações que auxiliem a previsão de disponibilidade hídrica nas condições das projeções de mudanças climáticas globais. Esta proposta é uma das metas do projeto temático FAPESP 2015/50682-6 "ClimateWise: climate smart watershed investiments in the montane tropics of South America" (vigência junho 2016-março 2020), até então financiada como cota de doutorado direto do temático até março/2020, mas que pode ainda estender-se por 6 meses conforme limites definidos pela FAPESP, no tempo que julgamos necessário para consolidação dos cálculos, produção de artigos científicos e depósito da tese para defesa. (AU)