Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da suplementação probiótica associada à intervenção dietética na composição corporal, microbiota intestinal e biomarcadores inflamatórios em indivíduos adultos jovens obesos

Processo: 19/22524-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Ronaldo Vagner Thomatieli dos Santos
Beneficiário:Camila Guazzelli Marques
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Suplementos nutricionais   Probióticos   Restrição calórica   Microbioma gastrointestinal   Síndrome de resposta inflamatória sistêmica   Obesidade   Ensaio clínico controlado aleatório   Método duplo-cego   Placebos

Resumo

A prevalência mundial da Obesidade vem aumentando substancialmente nos últimos anos. A sua fisiopatologia é complexa e multifatorial, sendo a causa mais atribuída à sua gênese, o desequilíbrio entre a ingestão calórica e o gasto de energia permanente e prolongado. No entanto, evidências recentes acrescentam que a Microbiota Intestinal (MI) é um fator potencializador para o desenvolvimento da Obesidade, uma vez que a MI modula o metabolismo do hospedeiro afetando não só o equilíbrio energético, mas também a função de barreira intestinal e a inflamação sistêmica crônica de baixo grau. Logo, propor estratégias capazes de promover sua modulação e, por conseguinte, diminuição da inflamação sistêmica crônica de baixo grau podem ser relevantes na prevenção e/ou tratamento da Obesidade. O objetivo do presente estudo será avaliar o efeito da suplementação com probióticos e da restrição calórica sobre a microbiota intestinal, inflamação sistêmica e composição corporal de indivíduos obesos. Será um estudo randomizado, duplo-cego, controlado por placebo, de dois grupos paralelos em indivíduos adultos jovens com Obesidade grau I. O periodo de intervenção será de 12 semanas de suplementação probiótica ou placebo associada à restrição calórica. Todas as avaliações, incluindo fezes, sangue, composição corporal, consumo alimentar e nível de atividade física serão realizadas no momento basal e final. Enquanto que na quarta e oitava semana serão realizadas apenas as avaliações da composição corporal, consumo alimentar e nível de atividade física. A análise estatística será realizada de acordo com o comportamento dos dados, sendo utilizado testes paramétricos e não paramétricos quando adequado. Assim, utilizaremos analises de tempo e grupo, correlações, bem como modelos de regressão para compreensão dos resultados encontrados, sendo considerado pd0,05 e tamanho do efeito. (AU)