Busca avançada
Ano de início
Entree

Revisão taxonômica do complexo Pyrrhura picta-leucotis (aves: Psittacidae)

Processo: 20/02393-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Luís Fábio Silveira
Beneficiário:Raphael Sabongi Lúcio Marcelino
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Zoologia (classificação)   Conservação biológica   Sistemática   Periquitos   Psittaciformes   Região neotropical

Resumo

O gênero Pyrrhura Bonaparte, 1856 é um grupo monofilético de pequenos periquitos que ocorrem em quase todas as formações florestais da região neotropical. Se por um lado o monofiletismo do gênero é bastante bem suportado por caracteres morfológicos, vocais e moleculares, a taxonomia alfa do grupo se apresenta como uma das mais complexas e desafiadoras entre os psitacídeos do Novo Mundo. Revisões taxonômicas recentes sugerem a existência de 22 espécies dentro do gênero, mas a variação morfológica desses táxons é tão complexa que os limites das espécies politípicas frequentemente se mostram indeterminados e novos táxons vêm sendo descritos sem que uma análise mais abrangente seja realizada, havendo uma acumulação de nomes sem qualquer valor taxonômico ou evolutivo. O complexo Pyrrhura picta-leucotis é exemplo desse desarranjo taxonômico. Dependendo do autor, este complexo pode compreender entre sete e 15 espécies, além de um número variado de subespécies. Muitos desses táxons carecem de parâmetros diagnósticos bem definidos, o que gera uma profusão de nomes na literatura. Devido à pouca clareza na distinção dos táxons, e com objetivo de contribuir para futuros estudos de sistemática e biogeografia, este trabalho busca descrever a variação morfológica presente no complexo Pyrrhura picta-leucotis com base em características de plumagem e morfometria, definindo caracteres diagnósticos consistentes para elucidar a taxonomia do grupo e determinando a distribuição geográfica e o status de conservação dos táxons que se revelarem válidos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)